• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Pais de irmãos encontrados abandonados já haviam sido denunciado por maus tratos

  • COMPARTILHE
Polícia

Pais de irmãos encontrados abandonados já haviam sido denunciado por maus tratos

De acordo com o conselho tutelar do município, em 2016 o casal já havia recebido uma advertência do órgão. O menino mais velho continua internado

Menino de 4 anos ficou com hematomas pelo corpo e segue internado no Himaba

Os pais dos meninos de 2 e 4 anos, encontrados abandonados em uma casa no bairro Ibes, em Vila Velha, já teriam sido denunciados outras vezes por maus tratos. De acordo com o conselho tutelar do município, em 2016 o casal já havia recebido uma advertência do órgão.

Ainda segundo o conselho tutelar, as crianças foram encontradas em situação de abandono dentro da própria casa. O mais velho apresentava hematomas por todo o corpo e precisou ser internado no Hospital Infantil de Vila Velha.

"Uma [das crianças], por exemplo, começou a vomitar na hora em que já estava em posse da conselheira. A outra menor estava toda suja de urina e fezes. Isso se configura uma situação de abandono, de negligência, de maus tratos e isso tudo engloba para o conselho tutelar tomar a decisão que tomou, que foi o abrigamento institucional", ressaltou o conselheiro tutelar Nicolas Trancho.

Na tarde desta terça-feira (22), o menino de 4 anos foi submetido a uma tomografia e também passou por exame de corpo de delito. Em seguida, retornou para o hospital. Segundo a polícia, a criança foi agredida pelo pai porque comeu um cachorro quente que estava na geladeira. O estado de saúde dele não foi divulgado pelo hospital.

Já o menino mais novo também foi levada para o Himaba, onde passou por exames e foi liberado. Ele foi encaminhado, pelo conselho tutelar, a um abrigo.

"Os pais são investigados pela Polícia Civil, pelos crimes cometidos, e as crianças ficarão em posse da Justiça, que vai tomar uma decisão do que será feito, que será ou a perda total da guarda, por parte dos pais, ou uma guarda repassada para algum familiar", explicou o conselheiro.