• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Posto do ES eleva preço da gasolina em R$ 4,99 enquanto motoristas abasteciam e polícia é acionada

Paralisação dos caminhoneiros

  • COMPARTILHE
Polícia

Posto do ES eleva preço da gasolina em R$ 4,99 enquanto motoristas abasteciam e polícia é acionada

'Na placa, a gasolina estava a R$ 4,34 e na bomba estava sendo cobrado R$ 4,99', afirma o gerente do Procon do município, Rosoildo Pereira

Breno Ribeiro

Redação Folha Vitória

A alteração de preços dos combustíveis de um posto no distrito de Praia Grande, em Fundão, gerou confusão na tarde desta quinta-feira (24). De acordo com informações do gerente do Procon (entidade de defesa do consumidor) do município, Rosoildo Pereira, houve abusividade na cobrança dos valores.

O gerente disse que houve alterações nos preços da gasolina, do etanol e do diesel no momento em que os consumidores estavam abastecendo seus veículos. "Na placa, a gasolina estava a R$ 4,34 e na bomba estava sendo cobrado R$ 4,99", afirma.

A Polícia Militar do Estado (PMES) foi acionada por um consumidor. No local, o solicitante informou que teria chegado ao posto para abastecer seu veículo e ao questionar o valor do combustível teria sido ameaçado pelo dono. Os militares questionaram o proprietário do local sobre a existência de alguma arma, mas ele negou.

A situação levantou suspeita dos policiais e então foi solicitado acesso para revistar o veículo. No entanto, o proprietário do posto disse que não tinha como abrir o carro, pois o seu gerente não estava no local e havia levado a chave do escritório, e a chave do automóvel estaria dentro do escritório. 

A polícia informou que, enquanto os militares realizavam a contenção dos populares que se aglomeravam no local, juntamente com um investigador da Polícia Civil, o dono do posto fugiu do local. 

"A atitude levantou novamente suspeita da equipe sobre o que poderia ter no veículo e o investigador solicitou a um chaveiro que abrisse o carro. Em seu interior foi encontrada uma pistola com dois carregadores municiados, totalizando 16 munições, que foi entregue na Delegacia em Praia Grande", disse a Polícia Militar em nota.

Preço abusivo

"A abusividade foi constatada porque o preço estava bem acima do normal. Eles aumentaram o preço sem comunicar ninguém. Pessoas foram lesadas e registraram Boletim de Ocorrência. Foi um tumulto terrível. A situação só mudou quando depois que chegamos", revela o gerente do Procon do município.

Segundo Rosoildo, o problema resolvido por volta das 13h, quando o posto retomou a cobrança dos preços no valor de R$ 4,34 o litro. O gerente comenta ainda que, quando ele chegou, o dono do posto não estava no local, mas a situação foi contornada após conversas com os funcionários.

Punição

Segundo o Procon de Fundão, o caso está sendo avaliado. "Estamos analisando uma série de questões. Não dá pra afirmar qual medida será adotada, porque isso perpassa vários tipos de sanção, que podem ir de multa até suspensão do funcionamento do posto até que tudo seja averiguado. O interesse do Procon não é ter problema com o estabelecimento, mas sim tomar medidas legais", finaliza Rosoildo.