• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Sargento da PM tem carro roubado e veículo é recuperado após perseguição na Serra

  • COMPARTILHE
Polícia

Sargento da PM tem carro roubado e veículo é recuperado após perseguição na Serra

Na perseguição dos suspeitos, até o helicóptero da PM foi utilizado. Um rapaz de 18 anos acabou detido

O dono e os funcionários de uma loja de refrigeração foram rendidos por bandidos na manhã desta terça-feira (22), na Serra. O proprietário é um sargento da reserva da Polícia Militar. Na perseguição dos suspeitos, até o helicóptero da PM foi utilizado. Um rapaz de 18 anos acabou detido.

Imagens feitas por câmeras de segurança registraram o momento em que o helicóptero pousou no estacionamento de uma das lojas da BR 101, na Serra. A aeronave deu apoio à viaturas durante uma perseguição a criminosos, que haviam acabado de roubar uma caminhonete.

O crime aconteceu por volta das 8 horas em frente à loja em Jacaraípe. O dono do estabelecimento, José Geraldo Frutuoso, sargento aposentado da Polícia Militar, conta que havia acabado de estacionar o veículo. Ele e 6 funcionários foram rendidos pelos bandidos. “ Cheguei e cumprimentei a todos, quando surgiram os dois cidadãos anunciando o assalto, rendendo o pessoal e colocando todos nós deitados”, conta.

A dupla foi embora na caminhonete do dono da loja. Segundo testemunhas, na fuga, os criminosos receberam o apoio de um carro branco, que seguiu logo atrás do veículo roubado, em baixa velocidade para segurar o trânsito. No entanto, um motociclista conseguiu passar pelo bloqueio e acionou a polícia.

Pelo menos cinco viaturas participaram da perseguição. A caminhonete só parou após bater num carro, que estava parado no sinal, na entrada de Jardim Tropical. Um rapaz de 18 anos foi detido e levado para a delegacia. O outro ocupante da caminhonete conseguiu escapar.

O veículo roubado foi recuperado. Ao se deparar com ele, José Geraldo levou um susto. A lataria foi amassada, retrovisores foram arrancados e uma das rodas quebrada. A caminhonete não tem seguro. Maior do que o prejuízo, porém, é o trauma deixado pela violência. “A gente fica abalado, mas por outro lado temos que dar graças à Deus por não ter maiores danos”, declara.