• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Jovem que atropelou gari na Praia da Costa paga R$ 2 mil de fiança e é liberado

  • COMPARTILHE
Polícia

Jovem que atropelou gari na Praia da Costa paga R$ 2 mil de fiança e é liberado

No carro que causou o acidente havia, além do jovem, mais dois adolescentes

As câmeras da prefeitura flagraram o acidente / Foto: Reprodução TV Vitória

O estudante de 18 anos, que dirigia sem a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e atropelou um gari na Praia da Costa, em Vila Velha, pagou uma fiança de R$ 2 mil e foi liberado da delegacia. O atropelamento aconteceu na noite da última terça-feira (12). A vítima, de 20 anos, estava trabalhando quando foi atingida pelo veículo e teve as duas pernas quebradas.

As câmeras de videomonitoramento da Prefeitura de Vila Velha registraram o momento do acidente. O gerente da empresa que o gari trabalha informou que está acompanhando e prestando toda a ajuda.

No carro de passeio estavam o estudante Gabriel Andrade Rodrigues, de 18 anos, que dirigia, e mais dois adolescentes. Testemunhas contaram que depois da colisão eles tentaram fugir.

O gari foi levado por uma ambulância do Samu para o Hospital Antônio Bezerra de Faria. Ele já passou por uma cirurgia e segue internado. De acordo com a família, não corre risco de morte e nem de perder um dos membros. "Agora ele está melhor, fez a cirurgia e tem mais uma ou duas para fazer", contou Francina Pereira, avó dele.

O advogado do jovem que dirigia o carro que atropelou a vítima contestou a versão de que o suspeito teria dirigido pela contramão. "O sinal abriu e tanto o caminhão como o veículo deles seguiu, mas o caminhão de lixo freou e o Gabriel acabou batendo atrás", afirmou Renato Cintra.

O carro de passeio envolvido no acidente está em situação legal. Não tem restrição de furto e roubo. O veículo pertence a uma prima do estudante, que não tinha conhecimento. O jovem foi autuado por lesão corporal e por dirigir sem carteira de habilitação. Por não ter nenhuma passagem pela Justiça, foi arbitrada uma fiança no valor de R$ 2 mil, que foi paga pela família.

"Eu queria ver ele [o jovem], não por vingança. Queria conversar com ele, pois do jeito que aconteceu com o meu neto pode acontecer com outro. É para ele tomar juízo, responsabilidade e vergonha na cara. Se ele não tiver condições de tirar uma carteira, que ele deixe o carro na garagem", disse a avó do gari.

A Polícia Civil informou que o motorista Gabriel Andrade Rodrigues já pagou a fiança e foi liberado. A equipe da TV Vitória também perguntou sobre a situação da dona do carro, se ela será intimada e ouvida, mas ainda não teve retorno.