• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Servidores são afastados após desvio de medicamentos do Hospital Dório Silva

  • COMPARTILHE
Polícia

Servidores são afastados após desvio de medicamentos do Hospital Dório Silva

A operação teve início após uma denúncia anônima e 36 mandados de busca e apreensão foram cumpridos

O material foi encontrado em armários e nas casas dos servidores / Foto: Reprodução TV Vitória

Medicamentos e materiais hospitalares foram encontrados guardados dentro de armários pessoais no Hospital Dório Silva e nas casas de 61 servidores nos municípios da Serra, Cariacica, Guarapari e Viana. Toda a apreensão foi realizada durante uma operação realizada na última segunda-feira (4) pela Delegacia de Crimes Contra a Administração Pública após uma denúncia anônima.

A denúncia foi feita a Secretaria de Saúde do Estado (Sesa), que abriu um processo administrativo. A princípio 36 servidores públicos estariam desviando remédios e materiais hospitalares. O caso foi entregue à polícia, que descobriu que outros 25 funcionários também estavam envolvidos no esquema.

“Foi constatado que medicamentos que deveriam ter sido devolvidos a farmácia não estavam sendo devolvidos e sim sendo guardados dentro de armários que pertenciam a servidores”, informou o secretário de Saúde, Ricardo de Oliveira.

Foram cumpridos 36 mandados de busca e apreensão. Entre o material apreendido, segundo a delegada Michele Meira, havia medicamentos de uso controlado. “Existe medicamentos que estão na portaria 344 da Anvisa, que determina o que é droga. Os funcionários que foram encontrados com esses medicamentos também vão responder pelo crime de tráfico de drogas”, destacou.

Os 61 servidores envolvidos no esquema de desvio de medicamentos são técnicos e enfermeiros e a maioria prestava serviços na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital. “O que compete à Sesa, e nós já fizemos isso, foi afastar esses servidores imediatamente. Isso já foi feito e é a coisa mais rápida a fazer com essas pessoas que estão com esse tipo de prática”, disse o secretário.

A investigação continua e, se ficar comprovada a participação dos servidores no esquema de desvio, eles serão indiciados. “Todos esses 61 serão autuados pelo crime de peculato e os funcionários que estiverem com esses medicamentos que estão na portaria da Anvisa vão responder também pelo crime de tráfico de drogas”, explicou a delegada.

Segundo o secretário de Segurança Pública do Estado, Nylton Rodrigues, todas as providências serão tomadas. “Uma ação deplorável. Imagine aquele funcionário público que está no hospital para cuidar das pessoas furta o medicamento adquirido para cuidar das pessoas. Nós vamos tomar todas as providências para que essas pessoas respondam”.