• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Suspeitos de furtar 22 cabeças de gado em Montanha são presos pela polícia

Polícia

Suspeitos de furtar 22 cabeças de gado em Montanha são presos pela polícia

Animais foram recuperados pela polícia em Minas Gerais

Foto: Divulgação/PMES
Além dos animais, suspeitos furtaram um veículo para fazer o transporte do gado depois do crime.

A Polícia Civil prendeu dois suspeitos que furtaram 22 cabeças de gado em Montanha, no Norte do Espírito Santo. Os dois homens foram presos em municípios diferentes. O crime aconteceu em fevereiro deste ano.

De acordo com a polícia, um dos detidos, de 41 anos, foi preso em Ponto Belo. O outro, de 27, no município de Montanha. De acordo com as investigações, os dois já tinham passagens pela polícia por furto.

O chefe da Delegacia de Montanha, delegado Leonardo Ávila, informou que os suspeitos vão ser indiciados por dois furtos. “No dia do crime, eles também furtaram um caminhão de boiadeiro para o transporte do gado. Agora eles responderão por dois furtos qualificados e associação criminosa”, esclarece o delgeado.

A operação que prendeu os dois suspeitos aconteceu na última sexta-feira (29) e contou com o apoio da Polícia Militar. Os dois foram encaminhados para o Presídio Regional de São Mateus (PRSM), onde permanecem à disposição da Justiça.

O furto

De acordo com a polícia, o furto aconteceu no dia 11 de fevereiro deste ano em Oratório, no interior de Ponto Belo. As investigações levaram os policiais até Carlos Chagas, no Vale do Mucuri, em Minas Gerais.

“No dia do crime, inicialmente, foi furtado um caminhão boiadeiro usado para fazer o transporte dos animais. Em seguida, as 22 cabeças de gado foram furtadas da fazenda de um idoso de 66 anos. Assim que tomamos conhecimento dos fatos, iniciamos as investigações e, no dia seguinte ao crime, localizamos o caminhão nas proximidades do município mineiro de Carlos Chagas”, detalhou o chefe da Polícia Civil de Montanha, delegado Leonardo Ávila.

No município mineiro, a Polícia Civil chegou ao comprador dos animais furtados no Espírito Santo. “Ele confessou que tinha comprado, mas não sabia que os animais eram produtos de crime. Ele informou ainda que havia revendido o gado para seu vizinho”, diz o delegado.

Depois disso, os policiais foram à propriedade informada e recuperaram as 22 cabeças de gado. Os animais foram trazidos ao Espírito Santo e devolvidos ao dono, em Ponto Belo. A Polícia Civil informou que as investigações continuam para identificar os autores do furto.