PF deflagra operação contra roubo de encomendas dos Correios em Guarapari

Polícia

PF deflagra operação contra roubo de encomendas dos Correios em Guarapari

Um mandado de prisão e um mandado de busca e apreensão foram cumpridos no município de Guarapari

Foto: Divulgação / Polícia Federal

A Polícia Federal deflagrou, nesta terça-feira (5), a Operação Nuntio, para identificar pessoas envolvidas no roubo de encomendas postais, em especial de celulares, além de receptadores desses materiais. Um mandado de prisão e um mandado de busca e apreensão foram cumpridos no município de Guarapari. 

A ação contou com o apoio de policiais militares, que ajudaram na localização do suspeito. Segundo a Polícia Federal, tudo começou no dia 16 de fevereiro, quando um homem armado assaltou um veículo dos Correios que realizava entregas na Praia do Morro, em Guarapari.

Após a ação contra o funcionário, o criminoso fugiu do local em direção à Rodovia do Sol levando o veículo e toda sua carga. As investigações, então, levaram a um indivíduo, de 32 anos, com três registros anteriores por roubo, um por receptação e um por posse de drogas. 

Leia também: Criança de 4 anos pede ajuda a vizinhos após mãe ser morta dentro de casa em Viana

 Ele não reagiu à prisão e aos policiais confirmou ser o autor do crime ocorrido em fevereiro. Além disso, em sua casa foram encontrados objetos roubados à época.

A Polícia Federal agora prosseguirá com a análise do material apreendido, buscando revelar a exata extensão dos crimes praticados pelo preso e se haveria participação de outras pessoas.

A PF destaca que trabalha em parceria permanente com a área de segurança dos Correios e vem atuando para evitar o cometimento de crimes contra seus funcionários e garantir o transporte seguro de suas encomendas.

CRIMES INVESTIGADOS

O preso responderá pela prática de roubo e poderá receber uma pena de 4 a 10 anos de reclusão com aumento de pena de 2/3 em razão do emprego de arma de fogo.

ALERTA

A Polícia Federal faz um alerta para a pessoas que adquirem produtos com valores muito abaixo dos praticados pelo comércio formal, em especial os telefones celulares, pois podem estar adquirindo produtos oriundo de crime.

A Polícia tem como chegar a estes aparelhos e, a depender das circunstâncias, o comprador poderá também responder pelo crime de receptação.

Busque saber a procedência desses produtos, exija nota fiscal e, do contrário, não adquira, pois é a aquisição deles que movimenta a ação dos criminosos que se dispõe a furtar e a roubar esses objetos.

Leia também: Criminosos encapuzados invadem casa e matam jovem com mais de 30 tiros em Vitória

Pontos moeda