• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

"A farda dele sumiu", desabafa pai de menina agredida por policial

  • COMPARTILHE
Polícia

"A farda dele sumiu", desabafa pai de menina agredida por policial

No vídeo dá para ver o momento em que o policial dá um tapa no rosto da adolescente. Para o pai, o fato é inaceitável

Homem que presenciou agressão de militar contra filha, desabafa | Foto: reprodução da TV Vitória.

Indignado, o homem que aparece discutindo com um sargento da Polícia Militar durante uma briga de trânsito na manhã deste domingo (17), em Laranjeiras, na Serra, desabafa sobre o ocorrido. Nas imagens gravadas, ele aparece sendo repreendido, ao lado da filha, que é vítima de agressões do militar. 

Ainda tentando entender tudo o que aconteceu, o eletricitário conversou com a equipe da TV Vitória. Ele é o homem que aparece nas imagens ao lado da filha e ambos aparecem discutindo com um sargento da PM. No vídeo dá para ver o momento em que o policial desfere um tapa no rosto da adolescente. Para o pai, o fato é inaceitável. 

"Esse fato foi um episódio vergonhoso, desnecessário, principalmente pela falta de preparo do militar. A partir do momento que ele agiu contra minha filha, a farda dele sumiu. Para mim, ele deixa de ser um policial. Eu só consigo vê-lo como um lunático"; desabafa o pai.

O eletricitário afirmou que, durante a confusão, ambas as partes ficaram com os ânimos exaltados. Ainda assim, ele diz que não se arrepende de ter agido desta maneira, pois considerou a atitude do policial truculenta.

Após a confusão, o pai foi preso e a filha de 14 anos foi apreendida. Os dois foram levados para o DPJ de Laranjeiras e ambos foram autuados por agressão. No local, o pai pagou fiança de R$540 e foi liberado. Revoltado, ele disse que pretende recorrer aos direitos por ser um cidadão de bem.

Eu vou levar minha filha para a DPCA, pois ela é de menor e foi agredida na frente de toda a população. Vou procurar o Ministério Público do Estado e a Corregedoria da PM, pois é preciso tirar esse tipo de policial que não valoriza a farda. Eu acredito que quando um militar age assim, ele atinge todos os policiais que usam a farda e que atuam de maneira honrada.

Na delegacia de Laranjeiras foi constatado que o delegado de plantão que recebeu o caso registrou um termo circunstanciado contra o sargento, por conta do excesso na conduta. 

Com informações da repórter Nathalia Munhão da TV Vitória / Record TV