• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Dono de casa onde adolescente foi morta em Cariacica está desaparecido

Polícia

Dono de casa onde adolescente foi morta em Cariacica está desaparecido

O corpo da adolescente foi reconhecido e liberado na manhã desta terça-feira (10)

Foto: Luana Damasceno

O corpo da adolescente de 14 anos, encontrada morta na noite de segunda-feira (09) no bairro Nova Rosa da Penha I, em Cariacica, foi liberado na manhã desta terça (10). O crime teria ocorrido por volta das 20h30, no interior de uma residência do bairro. O dono da casa está desaparecido.

Familiares da menina não quiseram dar entrevista, mas contaram que a jovem possui histórico de uso de drogas há dois anos. Segundo eles, a adolescente chegou a abandonar a escola devido ao vício. A família tentava uma internação compulsória com o intuito de tratar a dependência.

Ainda segundo eles, uma decisão da Defensoria Pública do Espírito Santo teria sido proferida em favor da internação da jovem. A menina, identificada como Amanda, frequentava a residência onde acabou sendo morta. O dono, segundo a família da jovem, seria um pedreiro amigo da vítima. Ele não foi mais visto no local desde o ocorrido.

A família acredita que a motivação do crime tenha ligação com o tráfico de drogas na região, já que traficantes do bairro Nova Esperança, onde a vítima morava, possui rivalidade com o comando do tráfico de drogas no bairro Nova Rosa da Penha. O caso será investigado pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Mulher (DHPM).

Após a morte da adolescente, as aulas na Escola Municipal de Ensino Fundamental Padre Anthonius Lute, no bairro Nova Esperança, foram suspensas na manhã e durante a tarde desta terça-feira (10). A prefeitura do município alega falta de segurança. 

Denúncias de moradores da região afirmam que bandidos teriam dado ordens para que a escola e os comércios do bairro fechassem. No entanto, a Polícia Militar confirma que nada foi constatado. 

* As informações são da repórter Nathália Munhão, da TV Vitória/Record TV