• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

"Se não tivesse polícia lá, tinha muita gente morta", afirma testemunha de confusão em bar no município de Cariacica

Polícia

"Se não tivesse polícia lá, tinha muita gente morta", afirma testemunha de confusão em bar no município de Cariacica

Os dois suspeitos envolvidos no tiroteio estavam alterados e teriam usado drogas dentro do local, segundo testemunhas

Foto: Reprodução/TV Vitória

Uma confusão na madrugada desta terça-feira (10), em um bar localizado no Alto Dona Augusta, em Cariacica, acabou com quatro pessoas feridas e um jovem identificado como Aldair Souza de Alomba Domingos, de 21 anos, morto. De acordo com uma testemunha, se policiais não estivessem no local, poderia ter acontecido uma tragédia.

 "Eles encararam todo mundo que estava do lado de fora, desceram com o carro e em menos de 10 minutos subiram atirando em todo mundo. Se não tivesse polícia lá, tinha muita gente morta", afirmou uma das testemunhas.

Pessoas que presenciaram a confusão, contaram que Aldair estava acompanhado de Paulo Fhilipe da Silva Santos, de 25 anos e que os dois passaram a noite consumindo bebidas que não haviam pagado. Seguranças do local teriam alertado os rapazes que se continuassem com esse comportamento seriam expulsos do bar.

No entanto, quando o bar estava fechando, os dois disseram que iriam embora mas que voltariam para matar todos que estavam no local. Um grupo com aproximadamente 10 pessoas, entre elas, dois soldados da Polícia Militar (PM), estavam na frente do estabelecimento quando a dupla cumpriu a promessa.

De acordo com a PM, os suspeitos subiram a ladeira de carro e quando chegaram em frente ao bar, Aldair, que estava sentado no banco do carona, desceu e atirou. Os soldados que estavam no local revidaram.

Testemunhas contaram que os dois rapazes tentaram fugir, mas o soldados localizaram o carro onde eles estavam. O motorista conseguiu fugir, mas Aldair continuou atirando. O suspeito foi atingido por tiros disparados pelos soldados e acabou morrendo dentro do carro.

Um autônomo de 23 anos foi atingido de raspão durante o tiroteio. "Subiu um carro branco, reduziu a velocidade e começou atirar. Os dois policiais que estavam de folga, revidaram o ataque. Eu senti uma queimação na perna e vi que tinha sido baleado de raspão", relatou.

Paulo Fhilipe correu para pedir ajuda em um posto de combustíveis, localizado na BR-262, no bairro Alto Lage. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi acionado e ele foi encaminhado para um hospital particular da região, contudo, no local foi descoberto que ele estava envolvido no tiroteio.

A Polícia Civil informou, por meio de nota, que Paulo Fhilipe da Silva Santos, de 25 anos foi autuado em flagrante por tripla tentativa homicídio qualificada por motivo fútil, com impossibilidade de defesa da vítima. Após receber alta hospitalar ele será encaminhado ao DHPP, e posteriormente encaminhado ao Centro de Triagem de Viana (CTV).

O corpo do segundo suspeito foi encaminhado para o Departamento Médico Legal (DML) de Vitória, para liberação de familiares e para ser feito o exame cadavérico. 

Com informações da repórter Patrícia Battestin, da TV Vitória/Record TV!