Jovem é assassinado enquanto fazia entregas de moto com amigo em Cariacica

Polícia

Jovem é assassinado enquanto fazia entregas de moto com amigo em Cariacica

De acordo com testemunhas, o alvo dos criminosos seria o entregador com quem o jovem estava. A vítima foi morta com quatro tiros

Foto: Reprodução TV Vitória

Um jovem, de 18 anos, identificado como João Carlos Amorim, foi morto enquanto ajudava um amigo, de 26 anos, que também foi baleado, a fazer entregas no bairro Porto Novo, em Cariacica. 

De acordo com a Polícia Civil, João Carlos foi morto com quatro tiros disparados por suspeitos que chegaram em um carro preto. 

A outra vítima que estava com o jovem foi socorrida por moradores e levada para o Pronto Atendimento (PA) de Alto Lage e encaminhada para um hospital da Grande Vitória. O crime aconteceu neste sábado (25). 

A produção da TV Vitória conversou nesta segunda-feira (27) com a mãe da vítima. A atendente de padaria, de 38 anos, contou que João Carlos era o filho do meio. Enquanto estava na igreja, ficou sabendo sobre o assassinato do filho.

"Eu estava na igreja quando meu filho de 16 anos ligou falando que tinham matado o João Carlos. É mentira, falei com ele. Não brinca com meu coração. Desci correndo e todo mundo da igreja veio me dar apoio. Quando cheguei na rua da feira, vi o corpo do meu filho estendido", relatou ela. 

A mulher relatou ainda que o João Carlos estava pilotando uma moto no momento em que foi morto e que estaria ajudando o amigo a fazer entregas. Segundo testemunhas, o entregador era o alvo dos assassinos. 

"O que conforta o meu coração é que meu filho se foi, mas deu a vida dele pra salvar outra vida. Pode procurar que as pessoas estão falando que ele morreu inocente. Ele era meu braço direito. É como se eu tivesse perdido meu braço". 

A mãe de João também contou que aconselhava o rapaz a não andar com más companhias e deixou um recado para os jovens. 

"O que eu aconselho é: você que está neste mundo e que pensa que todo mundo é seu amigo, presta atenção com quem você anda. Ouça o conselho dos seus pais, ouve a sua mãe, porque por mais que pensem que são enjoadas e chatas, elas estão vendo o sofrimento de outras mães e não querem passar por isso", disse ela.

A Polícia Civil informa que o caso seguirá sob investigação da Divisão Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Cariacica e, até o momento, nenhum suspeito foi detido.

Ainda segundo a polícia, o corpo da vítima foi encaminhado para o Departamento Médico Legal (DML) de Vitória, para ser liberado para os familiares e para ser feito o exame cadavérico, que apontará a causa da morte.

*Com informações do repórter Rodrigo Schereder, da TV Vitória / Record TV