• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Travesti é encontrada morta com golpes de tesoura dentro de casa na Serra

Polícia

Travesti é encontrada morta com golpes de tesoura dentro de casa na Serra

A vítima, mais conhecida como Pitiele, trabalhava como cabeleireira e morava no bairro Porto Canoa há mais de 30 anos

No bairro, ninguém soube dizer como o crime ocorreu | Foto: Reprodução/TV Vitória

Uma travesti, identificada apenas como Valteno, foi encontrada morta com diversos golpes de tesoura dentro de casa na manhã deste sábado (13), no bairro Porto Canoa, na Serra. A vítima, mais conhecida como Pitiele, trabalhava como cabeleireira e morava no bairro há mais de 30 anos.

Pitiele era muito conhecida na região. No bairro, ninguém soube dizer como o crime ocorreu. Uma vizinha da vítima estranhou o fato de o salão de Pitiele ainda estar fechado. Ela pediu ao filho que fosse até a casa da travesti. Quando o rapaz chegou no portão, viu que a vítima estava caída. Foi então que a vizinha acionou Polícia Militar e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Quando a polícia e o Samu chegaram, foi constatada a morte de Valteno. Uma amiga da vítima contou que ambas estavam em um show, que terminou por volta das 3h deste sábado. Após o evento, Pitiele convidou essa amiga para ir até um bar no bairro Serra Dourada. No entanto, amiga recusou, mas Pitiele foi. Depois disso, ninguém mais teve notícias da vítima.

Um sobrinho de Valteno comentou que não entende o motivo da morte do tio e pede justiça. "Queremos justiça e desejamos que esse caso seja solucionado. Ele era uma pessoa muito amiga e querida por todos. Eu e minha família, todos nós queremos justiça", cobra o familiar da vítima.

Uma equipe da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) do município esteve no bairro para colher depoimentos. A polícia desconfia que o crime pode ter sido cometido por um conhecido da vítima, já que nada foi levado e não há sinais de arrombamento na residência.

A perícia acredita que Valteno tenha sido golpeado ainda em pé com uma tesoura do próprio salão e, em seguida, tenha caído e batido a cabeça, pelo fato de ter sido encontrado um ferimento na região da cabeça. O corpo da vítima foi encaminhado ao Departamento Médico Legal (DML) de Vitória.