• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Diácono é preso em Cariacica suspeito de estuprar a enteada de 12 anos

  • COMPARTILHE
Polícia

Diácono é preso em Cariacica suspeito de estuprar a enteada de 12 anos

O suspeito, de 35 anos, confessou o crime e disse estar arrependido. Crimes aconteceram nos dias 7 e 10 deste mês

Um diácono de uma igreja evangélica foi preso, na tarde desta terça-feira (25), suspeito de estuprar a enteada, de 12 anos. O homem, de 35 anos, foi preso por policiais civis da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) dentro de um restaurante, em Cariacica.

De acordo com o titular da DPCA, delegado Lorenzo Pazolini, o suspeito confessou o crime durante depoimento. Além disso, relatos de atendimentos multidisciplinares confirmam os abusos. 

O delegado contou ainda que o suspeito admitiu o estupro para os demais pastores da igreja onde atuava, sendo excluído da congregação. 

"Foi feita uma reunião entre os membros da igreja e ele confessou perante esses membros. E hoje, aqui também, ao ser interrogado, ele reiterou essa confissão e contou que realmente praticou esse crime extremamente covarde", destacou.

Segundo a polícia, os abusos aconteceram dentro da residência da família. O suspeito morava com a vítima e a mãe dela há seis anos. 

A vítima contou que os crimes aconteceram no dia 7 e 10 deste mês. Segundo ela, o padrasto aproveitava que a mãe estava fora para cometer os crimes.

De acordo com o delegado, a mãe da menina descobriu o estupro depois que chegou em casa e se deparou com o marido sem roupa, dentro do quarto da filha.

"Ela viu que tinha algo de estranho com a filha, mas ela não sabia que se tratava desse caso, não sabia que a vítima sofria abuso sexual do próprio padrasto. Mas havia uma desconfiança", ressaltou Pazolini.

Após ser preso, o acusado conversou com a imprensa e afirmou estar arrependido. "Sei que muitos não vão acreditar, mas a gente sabe da nossa intenção. É um tratado da gente com Deus. E, no meu coração, eu estou arrependido. Nós cometemos erros, todos nós somos falhos, mas quem somos nós para julgar alguém diante da sociedade? Muitas pessoas têm erros encobertos e elas camuflam seus erros criticando o dos outros", afirmou.

O suspeito foi autuado por estupro de vulnerável e encaminhado para o Complexo Penitenciário de Xuri.