• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Foi notícia: executivo com R$ 600 mil em ecstasy e membro de grupo internacional de pedofilia preso no ES

  • COMPARTILHE
Polícia

Foi notícia: executivo com R$ 600 mil em ecstasy e membro de grupo internacional de pedofilia preso no ES

Outras prisões também aconteceram durante a semana durante operações da Polícia Militar. Uma delas foi em um condomínio na Serra, onde 14 foram detidos

A primeira semana de julho do capixaba foi repleta de notícias de prisões no Espírito Santo. Entre elas, um homem, membro de grupo internacional de pedofilia, foi preso durante uma investigação da Polícia Federal. Ele já havia sido identificado no ano passado durante uma operação na Espanha.

Além dele, mais cinco capixabas foram detidos em flagrante na ação. Eles são acusados de manter e divulgar imagens impróprias de crianças e adolescentes na internet. As investigações começaram em março deste ano, por meio do monitoramento de páginas da internet e de mensagens trocadas em aplicativos de smartphones.

Na última quarta-feira (5), o suspeito de assassinar João Vitor Barcelos de Souza com mais de 20 tiros, dentro de um condomínio no bairro André Carloni, na Serra, foi preso. De acordo com a polícia, o acusado foi identificado como Victor da Cruz Santos. O homicídio aconteceu no dia 25 de janeiro. A vítima chegou a correr do atirador, mas não conseguiu escapar.

No mesmo dia em que Victor foi detido, duas pessoas foram presas pela Polícia Ambiental por venda ilegal de lagosta, em Itaparica, Vila Velha. Quase 50 kg foram apreendidos durante uma fiscalização no município. Os policiais flagraram os homens vendendo as lagostas na rua por R$ 30 o quilo. Os militares pediram a nota fiscal com a autorização do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), como não tinham, foram presos em flagrante.

Já no início da manhã de quinta-feira (6), um executivo foi preso junto com mais dois suspeitos de tráfico de drogas na Praia da Costa, em Vila Velha. De acordo com a polícia, dentro do apartamento de Gerciê Ximenes de Souza, de 27 anos, havia 5800 comprimidos de ecstasy, que equivale a mais de R$ 600 mil. A apreensão aconteceu durante uma operação dos policiais do Grupo de Operações Táticas (GOT).

Uma megaoperação policial dentro de um condomínio residencial no bairro Ourimar, na Serra, também na manhã de quinta-feira, terminou com a prisão de 14 pessoas. Entre os detidos, dois se destacam pela periculosidade. Segundo a polícia, Denilson da Cruz Santos, o "Neguinho da 12", e João Augusto Rodrigues Oliveira têm envolvimento em pelo menos quatro assassinatos, cometidos entre maio e junho deste ano, no conjunto habitacional.