• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Mais de 250 jovens caem em golpe de excursão para Festival de Itaúnas

  • COMPARTILHE
Polícia

Mais de 250 jovens caem em golpe de excursão para Festival de Itaúnas

Cada uma das vítimas pagou R$ 200 por viagem de ida e volta e estadia, mas o responsável pela excursão disse que não poderia leva-los por problemas nas pousadas e desapareceu


Um grupo com quase 300 jovens foi alvo de um golpe na noite desta sexta-feira (14) e lotou as delegacias da Grande Vitória. As vítimas compraram uma excursão com passagem de ida e volta e estadia para a vila de Itaúnas, em Conceição da Barra, mas o responsável pela viagem não apareceu.

Uma das vítimas, a pedagoga Kerolyn Kirmse, de 26 anos, informou que o responsável pela viagem teria fechado um número entre sete e nove ônibus com todas as cadeiras vendidas. O ponto de partida da excursão seria o Shopping Moxuara, em Cariacica e, a partir de lá, passaria em diversos outros locais embarcando jovens de Cariacica, Vitória e Serra.

"Ele vendeu o pacote por R$ 200 reais e eu fui para o ponto. Chegando lá ele disse que tinha um problema com as pousadas e ninguém mais poderia ir. Ligamos para as pousadas e elas informaram que nunca houve reserva ou as reservas foram feitas com depósitos em branco", explica a vítima, de malas prontas no local de embarque.

Kerolyn informou também que o responsável pela viagem já teria feito outras excursões. "Ele foi indicado por um amigo meu. Mandava fotos das outras excursões. Enganou a gente, conquistou a confiança e passou a perna", desabafa.

Outra vítima do golpe foi o músico Rodrigo Oliveira de Siqueira, de 28 anos. Ele informou que os pagamentos começaram a ser efetuados no fim do mês de janeiro. De acordo com Rodrigo, o responsável pela viagem seria dono de uma empresa e vendeu os pacotes em nome desta empresa.

"Estamos aqui na delegacia de Laranjeiras registrando ocorrência, os policiais orientaram a procurar também o Procon", conta.

As vítimas informara que depois de entrar em contato com as pousadas, não conseguiram falar mais com o responsável pela excursão. A reportagem também tentou contato através do número informado por vítimas diferentes e não conseguiu.

Um dos investigadores que atende à ocorrência registrada por diversas vítimas confirmou o caso de estelionato.