• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Morte de caminhoneiro: suposto mandante nega crime e executores se dizem arrependidos

  • COMPARTILHE
Polícia

Morte de caminhoneiro: suposto mandante nega crime e executores se dizem arrependidos

De acordo com a polícia, o caminhão foi localizado na cidade de Marechal Floriano. A prisão aconteceu na última quarta-feira


Na noite desta quarta-feira (12), três homens foram presos pela polícia com suspeita de participação no crime contra o aposentado João Pereira Neto, 72 anos. O suposto mandante do crime, identificado como Laudelino José Cardeiro, nega. Os outros dois detidos seriam os executores.

O suspeito é comerciante e mora na cidade de Marechal Floriano, onde, segundo a polícia, foi localizado o caminhão do aposentado. De acordo com o delegado Erico Mangaravite, foi Laudelino que teria encomendado o crime. "A proposta inicial seria de R$ 7 mil se o veículo fosse subtraído sem documentação. Como atrativo, ofereceu o total de R$ 10 mil, caso o caminhão fosse roubado com a eliminação da vítima para não deixar vestígios", disse.

Junto com o comerciante foram presos Evandro Vieira de Souza e Flávio Reinholz, suspeitos de simular a contratação de um frete com o aposentado, levá-lo para um local mais tranquilo, anunciar o assalto e espancar a vítima. Eles teriam confessado o crime e disseram estar arrependidos.

"Um dos executores agrediu a vítima com socos e, praticamente, espancou a vítima até a morte. O outro teria descido do caminhão para ver se realmente estava morto. temos imagens que mostram que a vítima foi deixada em condição lamentável", afirma o delegado.

No momento em que a polícia decretou a prisão dos suspeitos, o comerciante Emerson Pauli Pereira, filho do aposentado, estava na delegacia e desabafou. "Cabe aos juízes e promotores fazer com que esses indivíduos permaneçam na cadeia. Se sair, amanhã pode ser o pai de qualquer um", disse

O aposentado foi espancado durante um roubo no dia 5 de julho, em Ponta da Fruta, Vila Velha. Ele chegou a ser socorrido e levado para um hospital, onde ficou internado, mas não resistiu a gravidade dos ferimentos e morreu.