• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Número de policiais que foram para a reserva em 2017, já supera todo ano de 2016

  • COMPARTILHE
Polícia

Número de policiais que foram para a reserva em 2017, já supera todo ano de 2016

Os dados são da Associação dos Oficiais Militares. Número de afastamento também aumentou no último ano

Desde o início do ano, 286 policiais militares saíram das ruas e entraram na reserva remunerada da polícia militar. Em sete meses, o número já supera o total do ano de 2016 quando 204 militares se aposentaram. Em 2015, 172 policias pediram para ir para reserva.

Os dados são da Associação do Oficiais Militares do Estado. Segundo a entidade, o aumento desse número está relacionado ao movimento de paralisação que ocorreu em fevereiro deste ano e durou 22 dias.

"O policial militar enxerga a reestruturação da Polícia Militar feita pelo Governo do Estado, como uma retaliação. Diante disso, o profissional já está desencantado com a atividade, tem pedido a sua ida para a reserva, afirmou o presidente da Associação, Rogério Lima.

Na época da paralisação, mulheres e parentes de policiais militares bloquearam entradas de quartéis e batalhões, com cartazes pedindo reajuste salarial, pagamento de auxílio alimentação, periculosidade, insalubridade, adicional noturno e a valorização dos policiais miliares.

As solicitações de licenciamento também aumentaram. Em 2015, foram 16 e neste ano, seis policiais militares com menos de 10 anos corporação pediram para sair. Para o presidente da Associação, os policiais militares estão desmotivados para realizar seu trabalho. "O policial militar não vai deixar de trabalhar porque tem um compromisso com a sociedade. Mas não temos como dizer se essas solicitações vão aumentar ou diminuir no próximo ano", afirmou Rogério.

O governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Segurança Publica, informou  que entregou 40 viaturas nesta quinta feira e também anunciou a promoção de 300 oficias e praças da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros.