• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Polícia pede ajuda da população para identificar suspeito de abandonar recém-nascido em Cariacica

  • COMPARTILHE
Polícia

Polícia pede ajuda da população para identificar suspeito de abandonar recém-nascido em Cariacica

Imagens de câmeras de segurança foram analisadas, mas o suspeito de deixar a criança em uma sacola ainda não foi encontrado. O bebê ainda estava com o cordão umbilical

O suspeito de abandonar um recém-nascido no bairro Oriente, em Cariacica, ainda não foi identificado. De acordo com o delegado Lorenzo Pazolini, da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), a polícia conta com a ajuda da população para identificar e encontrar a pessoa que tenha deixado o bebê dentro de uma sacola.

“Nós fizemos diligências no local onde a criança foi encontrada, ouvimos várias pessoas, entre elas vizinhos, mas ninguém viu nada. Acredito que ninguém tenha visto, pois o bebê foi deixado no local durante a madrugada. Nós também contamos com a ajuda da população, que se souber de algo entre em contato com a polícia”, explicou o delegado.

Imagens de câmeras de segurança das redondezas também foram coletadas pela polícia, mas segundo Pazolini, ainda não foi possível ver nenhuma movimentação que indique algum suspeito.

O caso aconteceu na última sexta-feira (7). A criança, que ainda estava com o cordão umbilical preso ao corpo, foi encontrada por um motoboy que passava pelo bairro. Ele saiu para pedir ajuda e encontrou uma técnica em enfermagem. A moça levou o bebê para dentro de casa e, em seguida, equipes do Centro Integrado Operacional de Defesa Social (Ciodes) e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram acionadas.

O recém-nascido foi levado para o Hospital Infantil de Vitória. O menino foi internado na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (UTIN). Segundo informações do Conselho Tutelar, o bebê não corre risco de morte, mas também não tem previsão de alta. Assim que deixar a unidade de saúde, a criança ficará sob os cuidados dos conselheiros até que uma família seja encontrada.

O caso está sob investigação pela Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) e qualquer denúncia pode ser feita pelo telefone da unidade (3132-1917) ou pelo Disque Denúncia 181.