• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Polícia procura suspeito de matar duas mulheres e atirar contra cinco homens em Vila Velha

  • COMPARTILHE
Polícia

Polícia procura suspeito de matar duas mulheres e atirar contra cinco homens em Vila Velha

Além de Ângelo Henrique Leodoro, conhecido como "Torrado", estão foragidos Carlos Alexandre Celestrino, o "K9", e Renan Gomes Patrocínio, vulgo "Pirulito"

A polícia está atrás de três criminosos da região de Boa Vista, em Vila Velha, considerados de alta periculosidade. Segundo as investigações, um deles, identificado como Ângelo Henrique Leodoro, conhecido como "Torrado", é suspeito de matar duas mulheres e tentar assassinar cinco homens. O motivo seria o domínio do tráfico de drogas na região.

Torrado chegou a ficar preso por cerca de dois anos e meio, mas saiu da prisão em janeiro deste ano. Segundo a polícia, após ser solto, o suspeito voltou ao mundo do crime e, em março, matou Izabel Cristina Lembranza, apontada como uma de suas sócias no trafico.

De acordo com as investigações, junto com Carlos Alexandre Celestrino, conhecido como "K9", e Renan Gomes Patrocínio, também chamado de "Pirulito", Torrado armou uma emboscada e assassinou Izabel a tiros. 

Antes de matá-la, o acusado teria mandado fotos da pistola para o celular da vítima. Dias depois, a polícia prendeu o irmão de Torrado, Erick Izaque Leodoro, que estava em um ônibus, com a pistola na cintura.

Ângelo Torrado, Carlos Alexandre K9 e Renan Pirulito têm mandados de prisão em aberto e, segundo a polícia, são considerados foragidos perigosos.

Prisão

Torrado foi detido em flagrante, em fevereiro de 2014, após tentar matar Cleiton Santos Dantas. Ele chegou a ser solto, mas foi preso novamente em julho daquele ano, até ser solto em janeiro deste ano.

Segundo a polícia, a tentativa de homicídio contra Cleiton foi o sexto crime em apenas 15 dias cometido por Torrado, todos eles em Boa Vista. Na mesma semana, de acordo com as investigações, ele já havia atirado contra outros quatro homens, supostamente membros de uma gangue rival. 

Além disso, 15 dias antes ele teria matado uma mulher, identificada como Ângela Celina Cunha. Segundo a polícia, a vítima era usuária de drogas.

Ainda de acordo com as investigações, Torrado fazia parte da gangue do chamado "Beco dos Nóias", que estava em disputa pelo controle do tráfico de drogas contra a gangue do "Beco do Dimá".

Confira a reportagem da TV Vitória/Record TV: