• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Policial civil de folga é rendido, mas consegue prender assaltante em Vila Velha

  • COMPARTILHE
Polícia

Policial civil de folga é rendido, mas consegue prender assaltante em Vila Velha

A vítima pedalava, na manhã deste domingo, na Ponte Florentino Avidos, quando foi abordada pelo criminoso. Ele fugiu com a bicicleta e a mochila do policial, mas foi localizado, logo depois, em São Torquato

Um policial civil de folga prendeu um assaltante minutos após ter sido rendido pelo mesmo criminoso, na manhã deste domingo (23). O assalto aconteceu na Ponte Florentino Avidos, também conhecida como Cinco Pontes, uma das ligações entre Vila Velha e Vitória.

O policial, de 34 anos, conta que estava pedalando, no sentido Vila Velha - Vitória, quando foi abordado pelo bandido. "Eu tinha saído de casa para pedalar, aproveitar a manhã de sol. Esse meliante me rendeu, apontou a arma na minha cara, disse que eu tinha perdido e mandou eu entregar a bicicleta e a mochila. Entreguei, falei para ele ficar calmo e, nisso, ele mandou que eu fosse na direção dele, porque provavelmente ele iria me revistar e ia ver que eu estava armado. Aí eu falei: 'não, está tudo aí com você, pode levar'. Ele montou na bicicleta, pegou a mochila e foi embora", contou.

Depois de entregar todos os pertences para o assaltante, a vítima parou um veículo, se identificou como policial civil e teve a ajuda do motorista para localizar o assaltante. "Nós saímos em perseguição ao meliante e, em São Torquato, em uma rua bem deserta, conseguimos alcançá-lo. Saquei a arma, rendi ele e dei voz de prisão. Ele chegou a esboçar uma reação, estava com uma arma na cintura, mas foi efetuada a prisão dele", disse o policial.

Rafael Profeta dos Santos, de 28 anos, foi preso e levado para a Delegacia Regional de Vila Velha. Segundo a polícia, ele já havia sido preso por roubo outras vezes.

De acordo com o policial que realizou a prisão, a arma apreendida com o suspeito era falsa, porém muito parecida com uma verdadeira. "Era uma réplica de uma pistola ponto 40, idêntica à real, e você na hora não identifica. Eu, como policial, não consegui identificar a diferença. Ainda mais com a arma na cara, com a tensão do momento, não dá para identificar a diferença", contou.


>>Veja o vídeo<<