• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Preso em Vitória suspeito de adulterar veículos de locadoras e revendê-los pela internet

  • COMPARTILHE
Polícia

Preso em Vitória suspeito de adulterar veículos de locadoras e revendê-los pela internet

No momento da prisão, os policiais da Delegacia de Defraudações e Falsificações também recuperaram um automóvel, de uma empresa de Goiás e que seria vendido pelo acusado

A polícia prendeu, na noite desta segunda-feira (10), em Vitória, um homem suspeito de alugar carros em locadoras de fora do Espírito Santo e transferir os veículos para um nome falso com o objetivo de vendê-los. 

No momento da prisão, os policiais da Delegacia de Defraudações e Falsificações (Defa) também recuperaram um automóvel, que pertence a uma locadora de Goiás e que seria vendido pelo acusado por meio de um site de compra e venda.

"Uma locadora de porte nacional veio até a delegacia e registrou uma ocorrência, informando que um veículos deles havia sido locado em Goiás e não havia sido devolvido. Eles descobriram que o veículo já tinha sido inclusive transferido aqui no nosso estado", ressaltou a titular da Defa, delegada Rhaiana Bremenkamp. 

De acordo com a polícia, o nome do detido é Wilsonélio Soares de Oliveira, mas o nome que consta em seu documento de identificação é Marcos Aurélio. O suspeito tem 50 anos e é natural do Rio de Janeiro.

Segundo a polícia, o suspeito estava no Espírito Santo há pouco mais de uma semana. Ele estava hospedado em um hotel, junto com outra pessoa suspeita de participação no golpe. Essa pessoa ainda não foi localizada.

"Nossa equipe de investigação começou a diligenciar e descobrimos o hotel onde eles haviam ficado. Identificamos dois desses veículos e acabamos por localizar um anúncio suspeito em um site. Entramos em contato com essa pessoa, que acabou nos encontrando num shopping e a gente realizou a prisão em flagrante, no momento em que ele estava com um dos veículos", disse a delegada.

As investigações apontam que, para aplicar o golpe, Wilsonélio falsificava uma série de documentos, desde a locação até a venda do veículo.

"Eles conseguem locar um veículo utilizando documento falso, com cartão clonado, transferem esse veículo no estado que foi locado, com documentos falsos, e inserindo dados falsos também no sistema do Detran. Depois eles conseguem transferir esse veículo para o local da venda, também com documentos falsos, e acabam vendendo para um terceiro, de boa fé", explicou Rhaiana Bremenkamp.

Um dos documentos é justamente a carteira de habilitação que ele apresentou à polícia, cuja data de emissão é de 22 de maio. Desde então, de acordo com as buscas realizadas pela polícia, cinco carros, que antes pertenciam a locadoras, foram transferidos para Marcos Aurélio. 

Wilsonélio foi autuado em flagrante por receptação qualificada e associação criminosa. Ele ainda é investigado por mais quatro crimes: estelionato, falsidade ideológica, falsificação de documento público e inserção de dados falsos no sistema.

Outras prisões

O golpe não é novidade. No final de junho, dois homens foram presos em Guarapari, tentando vender um veículo que pertencia a uma locadora do Rio de Janeiro. O carro já tinha sido transferido para o nome de um laranja, com documentos falsos. 

Segundo a delegada, esse crime é facilitado por uma falha no sistema do Detran, que não mostra o histórico do veículo vindo de outro estado.

"A gente só conseguiu descobrir a partir do momento em que a gente consultou um site particular, que são utilizados por logistas", destacou a delegada.