• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Suspeito de matar namorada em Cariacica presta depoimento e é liberado

  • COMPARTILHE
Polícia

Suspeito de matar namorada em Cariacica presta depoimento e é liberado

O crime aconteceu dentro da casa da vítima, onde estavam a mãe e a filha dela, que presenciaram tudo. A jovem foi baleada e morreu na hora


O homem suspeito de matar a própria namorada prestou depoimento, na manhã desta segunda-feira (24), e foi liberado. O crime aconteceu na casa da vítima, em Cariacica, na última quinta-feira (20), e foi presenciado pela mãe e a filha da jovem. Depois de horas sendo ouvido pelo delegado que investiga o caso, Jackson Batista Terra saiu pela porta da frente na delegacia.

O acusado preferiu ir embora sem conversar com a imprensa para dar a sua versão. De cabeça baixa, ele tentou esconder o rosto e ao lado dos advogados entrou em um carro e foi embora.

A dona de casa Vanusa Souza Silva, mãe de Laiza Aparecida Silva, de 25 anos, contou que a filha namorava Jackson e na quinta-feira passada ele esteve na casa delas e atirou na jovem, que morreu na hora. “O tiro passou por cima do meu ombro, na direção que eu estava, e acertou ela. Ele colocou a arma na cintura e foi embora como se não tivesse acontecido nada. Atirou nela perto da minha neta”, contou.

Na manhã desta segunda-feira a dona de casa também foi chamada para prestar depoimento na delegacia, só não sabia que ia encontrar com o Jackson no local. Ela não escondeu a revolta por saber que o suspeito está livre.

A mulher ainda disse que, apesar de ter medo, decidiu mostrar o rosto e fazer o que a filha nunca teve coragem de fazer antes. “Eu vou até o fim, até ver atrás das grades. Ele me matando ou não, porque a minha filha já sofreu muito nas mãos dele. Ele já bateu nela, já fez várias ameaças de morte. A minha filha nunca denunciou por medo, pois ele falou com ela que se polícia aparecesse na porta dele, ele a mataria. Dessa vez ele foi fundo e matou a sangue frio. Eu quero justiça. Se não for pela lei vai ser a de Deus”, disse a mãe da vítima.

A Polícia Civil informou que o suspeito foi ouvido e foi liberado, pois estava fora do flagrante. A polícia disse ainda que o caso continua sendo investigado.