• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Vítimas do golpe da excursão para Itaúnas receberão o dinheiro em até 15 dias, diz organizador

  • COMPARTILHE
Polícia

Vítimas do golpe da excursão para Itaúnas receberão o dinheiro em até 15 dias, diz organizador

Por telefone, ele afirmou à equipe da TV Vitória que todos serão ressarcidos no prazo de sete a 15 dias

O organizador de uma excursão para a Vila de Itaúnas, que desmarcou a viagem pouco antes do horário de embarque na última sexta-feira (14), deu um prazo para devolver o dinheiro ao grupo formado por aproximadamente 300 pessoas. Por telefone, ele disse à equipe da TV Vitória que o ressarcimento será realizado para todos em até 15 dias.

Na noite da última sexta-feira (14), as vítimas lotaram as delegacias da Grande Vitória após acreditarem serem alvos de um golpe. Todas elas teriam comprado o pacote de viagem para o fim de semana na Vila de Itaúnas, em Conceição da Barra, região Norte do Estado, onde acontece um festival neste final de semana. No entanto, pouco antes do horário marcado para o embarque, eles foram comunicados por uma mensagem que a viagem teria sido cancelada.

"Ele vendeu o pacote por R$ 200 reais e eu fui para o ponto. Chegando lá ele disse que tinha um problema com as pousadas e ninguém mais poderia ir. Ligamos para as pousadas e elas informaram que nunca houve reserva ou as reservas foram feitas com depósitos em branco", explica uma das vítima, de malas prontas no local de embarque.

Questionado pela reportagem sobre os envelopes em branco, o organizador negou que isso tenha acontecido. "Os envelopes não foram feitos em branco, inclusive eu tenho toda a documentação e já pedi filmagem nos bancos", disse.

Outra vítima informou que os pagamentos começaram a ser efetuados no fim do mês de janeiro. De acordo com ele, o responsável pela viagem seria dono de uma empresa e vendeu os pacotes em nome desta empresa. "Estamos aqui na delegacia de Laranjeiras registrando ocorrência, os policiais orientaram a procurar também o Procon", conta.

De acordo com o organizador, o prazo para o ressarcimento é de sete à 15 dias e que o dinheiro começaria a ser devolvido a partir deste sábado (15). "Inclusive, no grupo do Whatsapp, já pedi para as pessoas me mandarem as contas bancárias para eu começar a fazer os depósitos", afirmou.

A partir dos boletins de ocorrência registrados, o caso será investigado pela Polícia Civil.