• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Moradores de Vila Capixaba fazem campanha para pedir mais segurança no bairro

  • COMPARTILHE
Polícia

Moradores de Vila Capixaba fazem campanha para pedir mais segurança no bairro

Moradores e comerciantes do bairro, que fica em Cariacica, usaram as redes sociais para pedir mais segurança na região

Cansados de assaltos e furtos constantes, moradores e comerciantes do bairro Vila Capixaba, em Cariacica, criaram uma campanha nas redes sociais para pedir mais segurança na região. Nas publicações, eles alegam que foram vítimas de assaltos, tentativa de roubo e alguns tiveram até casa arrombada.

Apesar dos relatos, o comandante da 1ª Companhia do 7º Batalhão, Tenente Pontes, afirma que no bairro são feitos todos os processos de policiamento. Ainda segundo ele, na semana passada a região começou a receber também o apoio de motos das Forças Táticas onde tem acontecido os roubos.

"Nós temos o policiamento a pé, de bicicleta, patrulha da comunidade, viaturas RO e também começamos com apoio das motos das Forças Táticas nos locais onde estão acontecendo os roubos. Além disso temos uma parceria com a comunidade e nos reunimos mensalmente", afirmou.

O tenente orienta ainda que a população fique atenta. De acordo com ele, foi apontado em um levantamento de roubo de celular que na maioria das vezes o aparelho estava na mão da vítima e em lugares isolados.

"A polícia faz seu trabalho, passa orientação, mas não conseguimos estar em todos os lugares ao mesmo tempo, então é preciso ficar atento. O infrator que pegar as pessoas que estão desatentas e alvos fáceis. Alguém que anda com celular na mão é mais fácil de ser assaltado do que quem está com ele na bolsa, por exemplo", explica.

Pontes afirma que a Companhia está aberta independente das reuniões mensais para ouvir dicas, sugestões e reclamações diariamente.

Segundo a Prefeitura de Cariacica, 111 câmeras estão instaladas em 43 bairros, de acordo com o chamado "Mapa do Crime", elaborado pela própria PM por meio do quantitativo de ocorrências registradas pela população.

No bairro, estão instaladas duas câmeras e também há uma participação ativa no Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGIM), onde são traçadas estratégias de parceria junto à Polícia Militar, Polícia Civil, Polícia Rodoviária Federal e Corpo de Bombeiros.