• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Motorista de ônibus é preso no terminal de Laranjeiras suspeito de estuprar a enteada

  • COMPARTILHE
Polícia

Motorista de ônibus é preso no terminal de Laranjeiras suspeito de estuprar a enteada

Na delegacia, o acusado disse que era seduzido pela vítima. Abusos aconteceram durante dois anos, dos 13 aos 15 anos da vítima

Um motorista de ônibus, de 48 anos, foi preso nesta quarta-feira (23), no terminal de Laranjeiras, na Serra, suspeito de abusar sexualmente da enteada. De acordo com a polícia, os abusos aconteceram por dois anos, dos 13 aos 15 anos da vítima, e eram praticados dentro da casa da família, em Cariacica.

Segundo a polícia, os estupros só terminaram em junho deste ano, quando o caso chegou ao conhecimento da polícia. "A irmã da vítima nos procurou, no início deste mês, e trouxe esse relato de agressão sexual e violação de direito que essa vítima vinha sofrendo, de forma reiterada, desde os 13 anos", ressaltou o titular da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), delegado Lorenzo Pazolini.

A jovem contou, em depoimento, que os estupros aconteciam à noite, quando a mãe dela saía para trabalhar em um trailer de lanches. Além disso, segundo ela, o padrasto aproveitava que a esposa usava remédio para dormir e abordava a adolescente também de madrugada.

"Ela dizia que o padrasto, durante a madrugada e durante a tarde, no momento em que a mãe não estava, ia até seu encontro, retirava-a do quarto, levava-a para a sala e a forçava a manter relação sexual. Então ela vinha praticando relações sexuais não consentidas, ou seja, com emprego de ameaça, com esse padrasto", afirmou Pazolini.

Para a polícia, a vítima contou que a mãe flagrou uma foto, no celular do suspeito, onde a filha aparecia sem roupa. O casal teria se separado durante uma semana, mas os dois voltaram a morar juntos novamente. Com o retorno do padrasto para a casa, a adolescente decidiu buscar ajuda na delegacia.

"Ficou caracterizado também que essa mãe teve conhecimento dos fatos, porque havia uma imagem dessa adolescente despida no celular do acusado. A mãe teve acesso a essa imagem, mas preferiu perdoar o acusado e não trazer o caso ao conhecimento da polícia. Então nós vamos agora continuar as investigações, aprofundar as apurações no que diz respeito à conduta da mãe, e, provavelmente, tudo indica que ela vai responder pelo mesmo crime, em razão da sua omissão", destacou o delegado.

O suspeito foi autuado por estupro de vulnerável e encaminhado para o Presídio Estadual de Vila Velha. Na delegacia, ele disse que foi seduzido pela vítima.

"A única coisa que eu fiz foi me deixar seduzir por uma pessoa que tem pouca idade, só isso. Eu acabei com a minha vida", afirmou.