• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Pai vai parar na cadeia por suspeita de ajudar filho a fugir do Iases

  • COMPARTILHE
Polícia

Pai vai parar na cadeia por suspeita de ajudar filho a fugir do Iases

Todo o plano foi arquitetado pelo pai, que chamou mais dois amigos para ajudarem na fuga do adolescente

Um pai foi preso após tentar resgatar o filho que cumpre medida socioeducativa no complexo do Iases. O jovem e mais dois adolescentes conseguiram fugir em Vitória. Após a fuga, Richard de Oliveira foi preso.

De acordo com o acusado, ele fez isso para salvar o filho que estaria sofrendo dentro do complexo. “Ele estava sendo ameaçado lá dentro. Um pai faz tudo pelo filho”, alegou Richard.

Para tentar retirar o filho do complexo do Iases, ele combinou que o adolescente se envolveria numa briga e assim teria que sair do local onde está internado para fazer exame de corpo delito no Departamento Médico Legal (DML) de Vitória. Durante o trajeto ele abordaria o veículo que o transportaria e o levaria para um local onde considera seguro.

Assim foi feito, porém a estratégia não deu certo. Richard reuniu dois comparsas, identificados como Felipe Rampinelli e Jobson Faria. Com o auxílio de um carro eles seguiram o trajeto feito pelos agentes socioeducativos e os abordaram.

Os agentes contaram que tiveram o veículo fechado. Do carro preto desceram dois homens, que simularam estar armados, e resgataram os adolescentes que eles transportavam. No automóvel do Iases, além do filho de Richard, havia mais dois menores.

O carro preto seguiu sentido Centro de Vitoria e os agentes pediram reforço. O veículo logo foi abordado pela polícia. Os três adolescentes conseguiram fugir. Richard assumiu sua culpa, disse que foi dele a ideia do resgate, mas que não se arrepende. “Pelo meu filho eu faria tudo outra vez”, destacou.

Felipe e Jobson disseram que aceitaram o pedido por amizade. Eles também foram detidos, mas Richard alegou que eles não participaram. Mesmo com o pai assumindo a autoria, os amigos dele também foram conduzidos a Delegacia Regional de Vitória, autuados e transferidos para o Centro de Detenção Provisória de Viana.