• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Polícia divulga imagens e identifica suspeitos de arrastão em ônibus na Serra

  • COMPARTILHE
Polícia

Polícia divulga imagens e identifica suspeitos de arrastão em ônibus na Serra

No último crime cerca de 30 passageiros estavam dentro do coletivo e tiveram os pertences roubados

Suspeitos de cometerem um arrastão foram identificados através de imagens do circuito de segurança de um ônibus. O crime aconteceu na noite do último domingo (6), na BR 101, na altura do bairro Central Carapina, na Serra. Pelas imagens foi possível ver o momento em que os suspeitos anunciam o assalto e passam recolhendo os pertences das vítimas com uma mochila. Um deles estava armado.

Os criminosos embarcaram no coletivo no Terminal de Laranjeiras e toda a ação durou poucos minutos, mas foi o suficiente para deixar cerca de 30 passageiros apavorados. “A gente já está em posse das imagens, já temos alguns elementos que já são investigados pela nossa delegacia, que são do bairro Central Carapina, e tudo indica que foram esses mesmos elementos. Com as imagens, nós já estamos analisando e com a divulgação a gente acredita que outras denúncias surjam”, afirmou o delegado Eduardo Khaddour.

E foi com a ajuda da população que a polícia conseguiu solucionar outro arrastão a coletivo, ocorrido em Cariacica, em junho deste ano. Patrick Stanley Gomes Medeiros, de 24 anos, foi preso na casa dele, em Nova Rosa da Penha. Segundo a polícia, ele e dois comparsas, menores de idade, são responsáveis pelo crime.

“O Patrick já é investigado pela nossa delegacia por outros roubos a coletivos. Nesse caso específico, a gente conseguiu as imagens do Terminal de Campo Grande no momento que eles estavam embarcando para cometer o crime. Nós confirmamos com as vítimas e concluímos o inquérito pedindo a prisão dele e a apreensão dos adolescentes”, explicou Khaddour.

As imagens mostraram Patrick e os menores chegando ao Terminal de Campo Grande. De acordo com o delegado, o suspeito já tinha passagens pela Justiça por tráfico de drogas e estava solto sob alvará. Ainda segundo a polícia, era Patrick que liderava o grupo. “O Patrick abordou uma vítima que estava com uma criança no colo. Após a vítima entregar os pertences, ela não reagiu e mesmo assim ele colocou a arma na cabeça dela, pressionou o gatilho, a arma falhou, mas graça a Deus ela está bem”, disse o delegado.