• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Universitária é assassinada a tiros na garagem de casa em Cachoeiro

  • COMPARTILHE
Polícia

Universitária é assassinada a tiros na garagem de casa em Cachoeiro

A vítima, que cursava o último período de Psicologia, chegava da faculdade quando foi surpreendida pelos disparos. Vizinhos ouviram os tiros e acionaram a polícia. O suspeito do crime não foi localizado

Uma universitária de 30 anos foi assassinada com vários tiros ,na noite da última quinta-feira (17), na garagem de sua residência, no bairro Paraíso, em Cachoeiro. O crime ocorreu por volta das 22h20, quando a estudante do último período de Psicologia, Fernanda Costabeber da Silva, chegava da faculdade. O suspeito do crime não foi localizado pela polícia.

De acordo com informações da Polícia Militar, foram os vizinhos que acionaram a polícia após ouvir os disparos. A estudante, que morava sozinha, estava chegando em casa, quando foi surpreendida. 

Os vizinhos contaram que o assassino estava escondido atrás de um poste e entrou na garagem no momento em que ela guardava o veículo. Eles chegaram a ouvir quando a estudante gritou para que não fizesse nada com ela e, em seguida, ouviram os disparos. Fernanda não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

A família da vítima reside na localidade de Estrela do Norte, zona rural de Castelo. A universitária cursava o último período do curso de Psicologia e iria se formar no mês de dezembro.

À princípio, o feminicídio será investigado pela Delegacia de Crimes Contra a Vida (DCCV) de Cachoeiro. Assim, que forem definidas a autoria e motivação, o caso pode ser encaminhado para a Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM). A hipótese de latrocínio foi descartada, já que nada foi levado da estudante. O suspeito do crime ainda não foi identificado.

Amigos e colegas de faculdades se manifestaram nas redes sociais sobre a morte de Fernanda. “Existem momentos em que não encontramos palavras para serem ditas. Só sei que é assim que quero me lembrar dessa moça: forte, humilde, sonhadora. Aluna, estagiária, quase psicóloga. Deus conforte seus familiares e amigos”, escreveu uma amiga.

“Difícil acreditar no que aconteceu com essa linda pessoa, nossa querida Nanda. Preocupada em aprender mais a cada dia nos estágios, em se tornar uma excelente profissional. Intensa e doce. Quem sentiu com o coração conheceu um pouco dela. Vou sentir muitas saudades”, postou outra amiga.