• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Assassinato de médica pode ter sido encomendado, admite Sesp

  • COMPARTILHE
Polícia

Assassinato de médica pode ter sido encomendado, admite Sesp

Principal linha de investigação que está sendo adotada pela polícia é de feminicídio

A médica Milena Gottardi Tonini Frasson, de 38 anos, pode ter sido vítima de feminicídio. Além disso, há indícios de que o crime tenha sido encomendado.

A informação é da Secretaria de Estado da Segurança Pública (Sesp), que ressaltou que essa é a principal linha de investigação que está sendo adotada, mas que outras possibilidades ainda não foram descartadas.

O caso está sob investigação na Delegacia Especializada em Homicídios Contra a Mulher (DHPM). Na tarde desta sexta-feira, a Polícia Civil divulgou o retrato falado do homem que atirou na médica.

Qualquer informação que possa ajudar a polícia a identificar e a localizar o suspeito deve entrar em contato com o disque-denúncia, pelo telefone 181. Não é preciso se identificar.

O crime

Milena deixava o plantão no Hospital das Clínicas, acompanhada de uma amiga, e seguia em direção a seu carro, que estava parado no estacionamento da unidade de saúde, quando foi abordada por um homem armado. Segundo a amiga da vítima, o suspeito anunciou um assalto e mandou ela entregar a chave do carro e a bolsa.

Ao suposto assaltante, Milena teria dito que a bolsa estava no porta-malas e pediu para buscá-la. A testemunha informou que o criminoso estava confuso e nervoso. A amiga da médica contou que elas fizeram tudo o que o homem mandava, mas, ainda assim, ele atirou três vezes. Os tiros atingiram o rosto de Milena. Já o criminoso fugiu sem levar nenhum pertence das vítimas.