• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Cartaz colado em poste de Jardim Camburi declara 'guerra à bandidagem'

  • COMPARTILHE
Polícia

Cartaz colado em poste de Jardim Camburi declara 'guerra à bandidagem'

O texto tem mais de 20 linhas e o autor não se identificou. Ninguém do bairro soube dizer quem colou o cartaz no local

"Guerra declarada à bandidagem". Assim começa o texto de um cartaz colado em um poste do bairro Jardim Camburi, em Vitória, incentivando a população a denunciar os criminosos ao 190 e incitando os moradores a fazer justiça com as próprias mãos. Entretanto, vale ressaltar que a apologia à violência também é crime.

O cartaz foi colado no poste durante a madrugada. No local, ninguém viu ou ouviu dizer de quem se trata. O texto do cartaz possui mais de 20 linhas de texto e não tem assinatura de autor. O conteúdo, no entanto, provocou reações diferentes na população.

Alguns moradores viram no cartaz um grito de desespero de alguém que já não aguenta mais viver com a insegurança. Essa foi a opinião do projetista Dário Rodrigues, que acredita que isso seja algo de interesse público. "Acho que todo mundo tem que tomar uma atitude. Quem colocou já deve estar no último suspiro", disse.

A aposentada Rosilea Endriger mora no local há 30 anos e reprova a atitude descrita no cartaz. Ela já sofreu na pele o drama da insegurança no local. Foi assaltada três vezes e diz que isso não é motivo de revolta. "Está faltando amor nas pessoas. Não é assim que resolve", acredita.

O líder comunitário do bairro Enock Sampaio Torres reconhece a fragilidade da segurança pública em Jardim Camburi, mas também reprova a ideia sugerida no cartaz. "Como advogado posso dizer que ali (no cartaz) já tem bastante crime cometido por alguém. É a obrigação do Estado resolver a questão dos crimes", disse.

O comandante da 12ª Cia de Jardim Camburi, Major Carlos Magno, afirma que o número de ocorrências têm caído no bairro e pede que a população continue a colaborar com a PM. "É inadmissível uma publicidade dessa forma. Já tivemos redução de crimes no local. Estamos trabalhando incansáveis em prol da população", afirma.