• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Dobra número de mortes causadas por policiais no Espírito Santo

  • COMPARTILHE
Polícia

Dobra número de mortes causadas por policiais no Espírito Santo

Segundo o Anuário Brasileiro de Segurança Pública, em 2015 foram registradas 25 mortes dessa natureza. Já no ano seguinte, esse número chegou a 50

O número de mortes provocadas por policiais no Espírito Santo dobrou de 2015 a 2016. A informação é do 11° Anuário Brasileiro de Segurança Pública, divulgado nesta segunda-feira (30).

Segundo o levantamento, em 2015 foram registradas 25 mortes dessa natureza. Já no ano seguinte, esse número chegou a 50.

Desse total, 28 mortes foram resultado de ações de policiais em serviço e as outras 22 foram provocadas por policiais que estavam fora do horário de trabalho. 

Uma delas foi a do fiscal de loja Cleverton Oliveira Cabral, de 29 anos, que morreu após um policial à paisana reagir a uma tentativa de assalto a um coletivo do sistema Transcol, no dia 2 de novembro. O ônibus em que eles estavam foi invadido por um criminoso que obrigou o fiscal a recolher os pertences dos demais passageiros. O policial disparou e os tiros acertaram Cleverton,  que morreu na hora.

Morte de policiais

O anuário também traz dados sobre a morte de policiais no Espírito Santo. Em 2016, quatro PMs foram assassinados no Estado. Nenhum deles estava a trabalho.

Uma das vítimas foi o sargento Neilton dos Santos, de 50 anos. No dia 1º de janeiro, ele estava a caminho do trabalho e parou num bar para comprar café e jornal, quando foi vítima de um assalto. Os bandidos atiraram contra o sargento, que correu para a rua, mas foi atingido e morreu na hora.