• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Dono de pizzaria é baleado por policial enquanto dormia em estabelecimento em Vila Velha

  • COMPARTILHE
Polícia

Dono de pizzaria é baleado por policial enquanto dormia em estabelecimento em Vila Velha

De acordo com o pai da vítima, o rapaz estava dormindo no local para fazer uma entrega grande no domingo (22).

Um pizzaiolo que dormia dentro do próprio estabelecimento foi baleado por um policial militar no último sábado (21), no bairro Jardim Asteca, em Vila Velha. A vítima foi identificada como Janderson Gomes de Souza, de 27 anos, foi atingida no pé.

Uma vizinha, que mora atrás do estabelecimento, viu o momento da abordagem dos policiais. “Eles estavam batendo na porta e fui ver o que estava acontecendo porque achei que fosse um ladrão. Perguntei a eles, mas mandaram que eu ficasse dentro de casa. Quando vi que não tinha arrombamento, disse que o dono dormia no local às vezes, mas eles não me ouviram”, disse Raquel da Silva Miranda.

Os PMs foram até o local porque algum morador teria acionado o Ciodes informando que a pizzaria estava sendo arrombada. O pizzaiolo decidiu dormir no estabelecimento porque tinha uma encomenda grande para fazer na manhã do último domingo (22). De acordo com testemunhas, os policiais bateram na porta, e como Janderson não abriu, eles colocaram a arma por uma greta da porta de aço e atiraram. “Ele tinha 400 massas para fazer no domingo e foi dormir na loja para dar tempo de fazer e entregar no horário certo. Ele está com fratura nos dois pés e não vai ter como trabalhar”, contou Osvai Custodio de Souza, pai da vítima.

O estabelecimento funciona apenas como delivery, e tinha sido inaugurado há 45 dias. Em depoimento, os militares contaram que só efetuaram o disparo porque o pizzaiolo teria tentado agredi-los com uma barra de ferro, mas de acordo com o pai e com a testemunha, isso não aconteceu. "A atitude do policial é algo difícil de se comentar", disse Osvai.

Por meio de nota, a Polícia Militar (PM) informou que as circunstâncias da ocorrência serão apuradas pela corregedoria, e que, a princípio, houve uma denúncia de arrombamento não confirmada, e uma tentativa de agressão a um dos policiais. A nota diz ainda que o socorro à vítima foi feito pelos próprios policiais e que o militar que efetuou o disparo foi ouvido na Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), e em seguida liberado, mas a arma dele foi recolhida.

As informações dão conta de que a vítima foi encaminhada para um hospital, mas não há informações sobre o estado de saúde.