• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Família faz campanha para ajudar a prender suspeito de matar turista mineiro em Itaúnas

  • COMPARTILHE
Polícia

Família faz campanha para ajudar a prender suspeito de matar turista mineiro em Itaúnas

O engenheiro Pedro Carvalho, de 57 anos, foi assassinado com um tiro no peito durante um assalto, em março deste ano

Sete meses após o assassinato do engenheiro mineiro Pedro Carvalho, de 57 anos, em Itaúnas, no litoral norte do Espírito Santo, a família da vítima criou uma campanha na internet para ajudar a polícia capixaba a localizar o suspeito de cometer o crime. O engenheiro, natural de Coronel Fabriciano (MG), foi morto em março deste ano, enquanto passeava com a esposa por Conceição da Barra, para visitar uma prima.

O inquérito foi concluído pela Polícia Civil do Espírito Santo e apontou Gabriel dos Santos, de 24 anos, como o autor dos tiros que mataram a vítima. O suspeito, no entanto, segue foragido.

"O importante é prender o Gabriel, porque ele sabe quem estava com ele. Nós não queremos ser só uma estatística. O Pedro é uma pessoa maravilhosa, trabalhador, pai de família, companheiro, dedicado à sua vida, à família e ao trabalho e nós precisamos que isso não seja uma estatística", ressaltou o advogado da família, José Constantino.

A esposa do engenheiro espera que a população capixaba se mobilize para ajudar a localizar o criminoso. "Queremos mobilizar a população do Espírito Santo para que a gente possa usufruir das belezas naturais do Espírito Santo, com a certeza de que retornaríamos para casa. Pedimos à população de Conceição da Barra que denuncie, que não deixe esses criminosos acabarem com essa região tão linda que é a de vocês", afirmou.

Ela conta que até hoje não conseguiu se recuperar do trauma de ver o marido ser morto na sua frente. "A minha vida simplesmente não tem muito mais sentido. Naquele momento eu vivi todas as dores, eu acho. Saudade de uma pessoa que era simplesmente a minha vida. Então nesses dias o que eu tenho feito é reaprender a viver", lamentou.

O sobrinho do engenheiro, Walace Carvalho, afirma que a família quer ter paz para andar pelas ruas. "Do ponto de vista do direito, do jurídico, nós queremos justiça. Mas, do ponto de vista espiritual, nós queremos tranquilidade. Queremos saber que a gente pode continuar circulando nas ruas do Brasil, nas ruas da nossa cidade, onde a gente estiver, com paz", ressaltou.

O crime

Pedro Carvalho seguia de carro, com a mulher, para a Vila de Itaúnas, quando criminosos tentaram interceptar o veículo. A vítima teria tentado fugir e os suspeitos acabaram atirando contra o casal. 

O engenheiro foi atingido com um tiro no peito. Ao ver o marido baleado, a mulher acabou desmaiando.

Os criminosos conseguiram fugir levando o veículo e a mulher saiu sem ferimentos. Já o engenheiro foi socorrido e levado para um hospital, mas não resistiu aos ferimentos e acabou morrendo.