• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Homem pula janela de segundo andar e rouba produtora de vídeos em Vila Velha

  • COMPARTILHE
Polícia

Homem pula janela de segundo andar e rouba produtora de vídeos em Vila Velha

A ação foi registrada por câmeras de segurança. Os cálculos são de um prejuízo de R$ 10 mil

Uma produtora de vídeo foi furtada na madrugada dessa terça-feira (24), em Vila Velha. Câmeras de videomonitoramento registraram a ação dos suspeitos. A vítima acredita que o suspeito tenha usado um alicate para cortar o sistema de segurança do condomínio. Outra sala também foi invadida.

As imagens registradas mostram o momento em que o suspeito entra pela janela e rasteja pelo chão, com a ajuda da luz do que parece ser um isqueiro. Ele pega um notebook e acende a lâmpada. Em seguida, o homem abre uma gaveta do escritório e pega R$ 150,00 em dinheiro e dois HDs externos, utilizados para armazenar arquivos.

A produtora de vídeos fica no segundo andar de um edifício na Avenida Luciano das Neves, no Centro de Vila Velha. A janela do escritório não tem grade, mas o condomínio tem cerca elétrica. No entanto, isso não impediu a entrada do suspeito, que deixou marcas do pé dele na parede e em cima de um frigobar.

De acordo com proprietário, o suspeito entrou em outras salas do edifício. A suspeita é de que ele tenha usado um alicate, que foi abandonado na marquise do edifício. A produtora teve um prejuízo de cerca de R$ 10 mil.

O proprietário do estabelecimento, Jeferson Leal, ainda tem esperanças de conseguir recuperar os equipamentos. “Espero recuperar e a gente quer encontrar solução pra isso. É algo muito valioso, são vários anos de trabalho e muitos dias de batalha. São sonhos colocados nisso”, disse.

Além de todos esses problemas, Jefferson conta que teve dor de cabeça para conseguir registrar o Boletim de Ocorrência. Segundo ele, o DPJ de Vila Velha foi procurado, mas disseram que não tinha como fazer o registro por causa do expediente. Em seguida, ele foi encaminhado para Cobilândia, onde até conseguiu fazer, mas pediram que ele voltasse no outro dia novamente no primeiro local.

O caso está sob investigação do 20º Distrito de Polícia de Vila Velha e ninguém ainda foi detido. Com relação ao suposto mal atendimento, o chefe da delegacia vai apurar internamente. A orientação é que as vítimas podem registrar ocorrências em qualquer delegacia regional, mas os registros feitos nas regionais são encaminhados para as distritais da área onde o fato ocorreu ou, se necessário, para uma especializada.