• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Pânico dentro de ônibus durante tiroteio em Santa Rita, Vila Velha

  • COMPARTILHE
Polícia

Pânico dentro de ônibus durante tiroteio em Santa Rita, Vila Velha

Um vídeo registrado no momento do tiroteio mostra o desespero dos passageiros dentro do ônibus

O tiroteio que aconteceu na tarde desse domingo (22) em Santa Rita, em Vila Velha, fez com que os moradores vivessem verdadeiros momentos de terror. Um vídeo, registrado dentro de um ônibus Transcol, se espalhou rapidamente por meio de mensagens. Nele é possível ver o pânico dos passageiros.

Nas imagens, é possível ver que os passageiros se deitaram no chão para se proteger dos disparos. Aos prantos, uma mulher cobre a criança e alerta a família pelo celular. Um homem tenta acalmar as pessoas com palavras de conforto.

Durante o tiroteio, que aconteceu na avenida principal do bairro, a porta de um estabelecimento comercial foi atingida. De acordo com o proprietário, que preferiu não se identificar, casos como este são frequentes no local.

De acordo com a Polícia Militar, o tiroteio foi resultado da disputa pelo tráfico de drogas entre gangues de Santa Rita e do bairro vizinho, Zumbi dos Palmares. Durante o confronto, militares foram acionados e, na tentativa de deter os suspeitos, uma viatura foi atingida pelos disparos.

O helicóptero da PM sobrevoou a região. Mesmo assim, os criminosos conseguiram escapar. Pelo menos 50 cápsulas de munição foram recolhidas no local do confronto. A polícia suspeita que os criminosos usavam armas pesadas, como submetralhadoras.

De acordo com o comandante do policiamento na região, há menos de um mês, um homem suspeito de roubar um veículo atingiu a viatura da PM. Dois militares ficaram feridos e estão afastados das atividades.

Pela manha desta segunda-feira (23), a movimentação no bairro era tranquila. Os ônibus circulavam e comércio funcionava normalmente. Ainda assim, moradores preferiram não gravar entrevista, mas longe das câmeras, reclamaram da falta de segurança.

A polícia pede que quem souber qualquer informação faça uma denúncia por meio dos telefones 190 e 181.

Veja o vídeo: