• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Reforço no policiamento garante reabertura do comércio na Leitão da Silva após toque de recolher

  • COMPARTILHE
Polícia

Reforço no policiamento garante reabertura do comércio na Leitão da Silva após toque de recolher

Na manhã desta sexta-feira, os comerciantes voltaram a abrir os estabelecimentos

Depois do susto vivido nessa quinta-feira (26), quando homens armados e encapuzados entraram em estabelecimentos, impuseram toque de recolher e várias lojas tiveram que fechar as portas, os comerciantes da avenida Leitão da Silva, em Vitória, voltaram a abrir as portas na manhã desta sexta-feira (27).

Nas primeiras horas do dia, a segurança do local foi reforçada por policiais militares fortemente armados. Depois de quase um dia inteiro de portas fechadas, comerciantes e funcionários de lojas na altura do bairro Jaburu voltaram a abrir os estabelecimentos.

Um montador, que preferiu não ser identificado, contou que viveu momentos de pânico quando cerca de dez homens armados e encapuzados entraram em lojas da região determinando fechamento imediato. Presos dentro dos estabelecimentos, alguns funcionários chegaram a passar mal. "É a primeira vez que passamos por isso aqui em mais de dez anos de loja. Não foi fácil", afirmou.

Segundo a polícia, o toque de recolher foi motivado pela morte de dois jovens do Jaburu. Felipe de Araujo Rocha e Denner Batista Gomes, ambos de 23 anos, desciam de moto por uma ladeira, em Gurijica, quando bateram de frente com um ônibus. Depois do acidente, seis lojas tiveram que fechar as portas.

De acordo com o diretor jurídico da Associação das Empresas da Leitão da Silva, Luiz Fernando Libardi, os prejuízos ainda estão sendo calculados. "É um dia de grande movimentação no comércio e essas lojas tiveram um prejuízo em decorrência desses atos", disse.

Após o toque de recolher, o policiamento foi intensificado. Uma base da PM foi criada na avenida. Uma viatura com dois policiais passará a ficar no cruzamento com a avenida Rio Branco durante o horário comercial. Operações também serão realizadas nos bairros da região.

O subcomandante do 1º Batalhão da PM, Major Gustavo, afirmou que várias ações estão sendo investidas no patrulhamento da região. "Estamos prevendo várias operações para ocuparmos becos e vielas e garantir a ordem pública e a paz social".

Segundo a polícia, ainda pela manhã, os corpos dos jovens mortos foram velados no Jaburu. Mesmo assim, a movimentação na região era tranquila.