• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Suspeitos de torturar adolescentes são presos na Rocinha

  • COMPARTILHE
Polícia

Suspeitos de torturar adolescentes são presos na Rocinha

Os presos são suspeitos de participar da tortura de dois adolescentes de 16 anos, ocorrida no dia 27 de setembro na própria comunidade. O crime, segundo a polícia, teria sido motivado por um boné usado por uma das vítimas

Policiais do Batalhão de Choque prenderam, na noite desta terça-feira (17), dois suspeitos de participar da tortura de adolescentes na Rocinha, zona sul do Rio. A dupla é apontada pela polícia como integrante da quadrilha do traficante Nem e consta no Portal de Procurados do Estado pelos crimes de Tortura e Associação para Produção e Tráfico de Drogas.

Jefferson Lopes Farias, de 27 anos, e Neide Aparecida Sabará, de 42, foram presos em uma casa na rua do canal, no ponto conhecido como Raiz, na Rocinha.

Os presos são suspeitos de participar da tortura de dois adolescentes de 16 anos, ocorrida no dia 27 de setembro na própria comunidade. O crime, segundo a polícia, teria sido motivado por um boné usado por uma das vítimas. No objeto havia os dizeres "Jesus é o dono do lugar", frase que também estaria gravada em um cordão de ouro utilizado pelo traficante Rogério 157, o que teria feito com que a quadrilha de Nem praticasse a tortura e tentasse atear fogo nos jovens.

Neide Sabará já havia cumprido pena no Presídio Nelson Hungria, em 1993; Na Penitenciária Talavera Bruce, em 1997; E na Cadeia Pública Joaquim Ferreira de Souza, em 2013. A suspeita respondeu três processos criminais. Já Jefferson, possui um mandado de prisão expedido no final de setembro pelo Plantão Judicial da Comarca da Capital pelos crimes de tortura e associação para produção e tráfico de drogas.

Segundo a PM, toda a ação policial foi realizada sem qualquer confronto. O caso foi encaminhado à Delegacia da Rocinha (11ª DP).

A defesa de Jefferson Lopes Farias e Neide Aparecida Sabará não foi localizada até o fechamento desta matéria.

Desde o início das ações policiais na favela, há um mês, 27 pessoas foram presas, sete menores apreendidos e dez suspeitos morreram.

Homem é baleado

Também nesta terça, um homem morreu após ser encontrado baleado dentro de um táxi na Rocinha. A vítima chegou a ser socorrida no Hospital Miguel Couto, mas não resistiu e faleceu na unidade. Segundo a PM, não houve confronto entre policiais e criminosos durante a tarde. A Divisão de Homicídios foi acionada e investiga o caso.

Com informações de Jaqueline Suarez, estagiária do R7 Rio.