• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Acusados de participação na morte de engenheiro em Cariacica são condenados a 21 anos de prisão

  • COMPARTILHE
Polícia

Acusados de participação na morte de engenheiro em Cariacica são condenados a 21 anos de prisão

Vitor Toniato Campana, de 23 anos, foi morto com um tiro no peito ao tentar ajudar um tio, que estava sendo assaltado pelos criminosos

Vitor Toniato Campana foi assassinado em junho deste ano, no bairro Dom Bosco

Dois suspeitos de participação no assassinato do engenheiro civil Vitor Toniato Campana, de 23 anos, foram condenados a 21 anos de prisão. A decisão é da juíza da 3ª Vara Criminal de Cariacica, Elza Maria de Oliveira Ximenes. 

Lincoln Castro Maia e Crisley Sorreição dos Santos foram condenados por latrocínio e também por corrupção de menor, já que um adolescente também é acusado de participar do crime, ocorrido em junho deste ano, no bairro Dom Bosco, em Cariacica.

Lincoln foi condenado a 21 anos de reclusão e 30 dias-multa e Crisley a 21 anos e 2 meses de reclusão e 40 dias-multa. Ambos cumprirão pena em regime fechado e permanecerão presos enquanto aguardam julgamento de recursos.

Já o menor envolvido na ocorrência teve sua punição aplicada em agosto. Na ocasião, o juiz da 2ª Vara da Infância e Juventude da Comarca de Cariacica, Lisandro Ambos Corrêa da Silva, aplicou ao adolescente a medida socioeducativa de internação por até três anos. Segundo o magistrado, as provas produzidas nos autos e a própria confissão do adolescente foram capazes de comprovar sua participação na prática do ato infracional.

Ainda segundo o magistrado, além da extrema gravidade do ato, o jovem é possuidor de outros registros de atos infracionais, inclusive pela prática de roubo, o que incidiu na aplicação da medida de internação, a qual será, avaliada pelo Juízo da Execução (3ª Vara da Infância e Juventude) a cada seis meses.

O crime

De acordo com os autos, enquanto Lincoln aguardava em um carro, Crisley Sorreição dos Santos e o menor abordaram o tio de Vitor, no momento em que ele havia parado a caminhonete dele em frente à garagem da sua casa e se preparava para entrar. Quando se aproximava do local onde estava ocorrendo o assalto, possivelmente para ajudar o tio, o engenheiro foi atingido com um tiro no peito, que teria sido efetuado pelo menor. 

Vitor chegou a ser socorrido por uma médica no local e encaminhado a um hospital particular de Cariacica, mas morreu meia hora depois. A vítima seguia para a igreja quando o crime aconteceu.

Quanto a Crisley, a magistrada destacou que as consequências do crime foram graves, já que a vítima veio a óbito em decorrência da ação de um dos comparsas do qual o acusado era coautor, culminando com a morte de “um jovem estudante de engenharia, tirando da vítima a possibilidade de desfrutar do convívio com a família e de amigos, e também de alcançar os projetos traçados em sua vida, vez que tinha pouco mais de 23 anos de idade”.

Veja o vídeo: