• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Corpo de bebê encontrado próximo à rodoviária de Vitória continua no DML

  • COMPARTILHE
Polícia

Corpo de bebê encontrado próximo à rodoviária de Vitória continua no DML

Até o momento, nenhum parente foi ao local fazer a liberação do corpo. Até o momento, Polícia Civil ainda não pediu as imagens da câmera da rodoviária

Corpo de bebê segue no DML de Vitória

O corpo de uma recém-nascida, encontrado na última quarta-feira (15) na baía de Vitória, próximo à rodoviária da capital, ainda não foi liberado por nenhum familiar e, por isso, continua no Departamento Médico Legal (DML). A criança foi encontrada dentro de uma de uma sacola de supermercado, com o cordão umbilical e a placenta, e tinha a boca cheia de papel higiênico e um saco plástico em volta do pescoço.

O corpo estava nos fundos da área de desembarque da rodoviária, à beira da maré, e foi encontrado por um funcionário do serviço de limpeza. À polícia, ele contou que seguia na direção de umas caçambas, levando sacos de lixo, quando foi abordado por um homem. 

O indivíduo teria dito ao funcionário que estava passando pela Segunda Ponte, de ônibus, quando notou um objeto embaixo de umas árvores. Ele disse que desembarcou, foi ver o que era e descobriu que se tratava de uma criança morta.

Recém-nascida foi encontrada morta às margens da baía de Vitória, próximo à rodoviária

Ainda segundo o funcionário, logo após contar essa história, o homem disse que tinha pressa porque iria viajar e o ônibus estava de saída. Em seguida, ele deu as costas e foi embora, sem deixar nome nem telefone.

Imagens de câmeras de videomonitoramento podem ajudar a identificar o tal homem. No entanto, o jornalismo da TV Vitória/Record TV apurou que, até o momento, a Polícia Civil ainda não solicitou as imagens das câmeras de segurança da rodoviária.

Mistério

Corpo estava dentro de uma sacola plástica

Até agora, o caso está cercado de mistérios. Ele foi registrado como homicídio, já que, para os policiais civis que atenderam a ocorrência, a menina foi assassinada logo depois de nascer. 

Segundo a Polícia Civil, a investigação está sendo conduzida pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Mulher (DHPM). A produção da TV Vitória/Record TV entrou em contato com a PC, pedindo uma entrevista sobre o caso, mas o pedido foi negado.

A produção da TV Vitória também entrou em contato com a administração da rodoviária e foi informada que o local possui um porta-voz, mas esse funcionário estaria de ferias e mais ninguém estaria autorizado a dar qualquer declaração sobre o caso. Também não foi informado quem foi o funcionário que encontrou o bebê morto.