• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Homem tenta separar briga em bar e leva golpe de facão no pescoço em Vila Velha

  • COMPARTILHE
Polícia

Homem tenta separar briga em bar e leva golpe de facão no pescoço em Vila Velha

O crime aconteceu em frente a um bar durante uma discussão

O acusado de cometer o crime diz estar arrependido

Um homem morreu após ser atingido com um golpe de facão no pescoço, no bairro Riviera da Barra, em Vila Velha. A vítima, identificada como Josenilton de Jesus Anastácio, de 37 anos, estava tentando separar uma briga quando acabou atingido. Tudo aconteceu em frente a um bar, na tarde do último domingo (19).

O principal suspeito do crime é o funcionário público José Pereira Novaes, de 71 anos. Segundo testemunhas, o funcionário público e um pintor de 42 anos bebiam, até que os dois se desentenderam. Eles começaram a brigar, os ânimos foram se exaltando e o que era uma discussão virou agressão física.

Testemunhas disseram que José foi até o carro dele, que estava estacionado exatamente em frente ao estabelecimento, e pegou um facão. Josenilton viu a confusão e tentou intervir. Ele acabou golpeado no pescoço e morreu na hora. O pintor também foi ferido, porém no braço.

O pintor foi socorrido e levado para um hospital da grande vitória. Depois do crime, José entrou no carro e seguiu pela rodovia do sol, mas se envolveu em um acidente de trânsito. Em seguida foi abordado por policiais militares e preso. O suspeito foi levado para a Delegacia Regional de Vila Velha, onde confessou o crime. “Foi uma discussão, pessoa partiu para cima de mim para me agredir e eu tive que me defender. Aí aconteceu o pior”, alegou o acusado.

O suspeito afirma que não tinha intenção de matar ninguém. Disse que o facão sempre ficava dentro do carro. “Eu sempre que vou para o interior levo o facão, mas ele fica dentro do carro. Na hora da confusão, da agressão, vieram para cima de mim e a única coisa que eu tinha para me defender era o facão”, disse.

José ainda relatou que quando saiu do local do crime não tinha conhecimento da morte de Josenilton. Ficou sabendo do fato pela polícia. Notícia que, segundo ele, foi difícil de receber. “Eu nunca fiz isso e nunca pensei em fazer uma coisa dessa com um ser humano. Estou arrependido, pois jamais pensei em tirar a vida de alguém”, contou.

O suspeito foi autuado por assassinato e tentativa de homicídio. Na manhã desta segunda-feira (20) e foi encaminhado para o Centro de Detenção Provisória de Viana.