• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Instrução de Tiro Tático habilita 170 policiais do sul do Estado para uso de armamentos

  • COMPARTILHE
Polícia

Instrução de Tiro Tático habilita 170 policiais do sul do Estado para uso de armamentos

Participaram do treinamento militares dos seis municípios de abrangência do 9º Batalhão. Com o curso, os policiais estão aptos a usar armas empregadas na Polícia Militar para manutenção da ordem pública

Com o objetivo de capacitar ainda mais os militares para o uso de armamentos empregados na Polícia Militar do Espírito Santo, cerca de 170 policiais do sul do Estado participaram da instrução de Tiro Tático, realizada na última semana em Cachoeiro. O curso foi ministrado pelo sargento Luiz Renato Dias da Neiva, da Força Tática do 9º Batalhão.

Os militares passaram por diversos exercícios, como: controle de cano, emboscada, transição de armamento, trocas de carregadores, panes em armamento e disparos com pistolas e armas longas. Participaram do treinamento militares dos seis municípios de abrangência do 9º Batalhão: Cachoeiro, Castelo, Vargem Alta, Mimoso do Sul, Muqui e Atílio Vivácqua.

Com o curso, os policiais estão mais capacitados para o uso de: pistolas PT 100, 24/7, 840, 640, Cal. 40; Submetralhadora Cal. 40; Carabina Famae CT40 Cal.40 e Carabina CBC Cal.12, empregados na Polícia Militar para a manutenção da ordem pública e garantia dos direitos fundamentais, atendendo aos princípios da legalidade, necessidade, proporcionalidade, moderação e conveniência.

O subcomandante do 9º Batalhão, major Fernando Marques Mayrink, ressalta que o efetivo deve ser preparado para um pronto atendimento qualificado para população, com responsabilidade e profissionalismo. “A Polícia Militar tem que fornecer um trabalho de excelência em segurança pública, sendo assim, vislumbramos a necessidade do aperfeiçoamento dos conhecimentos e habilidades necessárias para o bom desempenho profissional, através de atualização das técnicas, métodos e procedimentos através da realização de instruções a fim de reciclar e aprimorar a técnica de tiro policial”, completa.