• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Mesmo preso, Hilário manda homem entrar em apartamento da médica Milena Gottardi

  • COMPARTILHE
Polícia

Mesmo preso, Hilário manda homem entrar em apartamento da médica Milena Gottardi

A visita ao apartamento foi solicitada pelo próprio policial, no dia 23 de outubro, a um homem que foi visitá-lo na Delegacia de Novo México. Dias depois, alegando ser eletricista, o homem tentou entrar no prédio da médica

Acusado de ser um dos mandantes da morte da ex-esposa, a médica Milena Gottardi, o policial civil Hilário Frasson conseguiu solicitar de dentro da prisão que uma pessoa fosse até o apartamento de Milena para pegar alguns documentos.

A visita ao apartamento foi solicitada pelo próprio Hilário, no dia 23 de outubro, a um homem que foi visitá-lo na Delegacia de Novo México, onde o policial estava detido antes de ser transferido para o presídio de Viana. Dias depois da visita, o indivíduo foi ao prédio onde Milena morava, mas não conseguiu entrar.

Alegando ser eletricista, o homem solicitou ao porteiro que o deixasse entrar. No entanto, como ele não possuía as chaves do imóvel, sua entrada foi proibida. Em depoimento a polícia, o mesmo homem confirmou que conhece Hilário desde criança.

Também em depoimento a polícia, o porteiro do prédio contou que o suposto eletricista interfonou para a casa da vizinha de Milena e falou com a secretária, que informou que não tinha a chave do apartamento.

Agendamento no INSS

No início deste mês, o policial solicitou um agendamento ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) para requerer, em favor das filhas, pensão por morte da própria vitima. A ligação solicitando o agendamento foi feita no dia 6 e o atendimento aconteceria dois dias depois.

Presídio federal

Já a defesa da família da médica Milena Gottardi protocolou uma petição, no Ministério Público, para que Hilário Frasson seja transferido para um presídio federal. De acordo com o advogado Renan Salles, o pedido foi feito porque há indícios de que o policial estaria tentando atrapalhar o andamento das investigações, mesmo preso na Delegacia de Novo México.

Confira o vídeo da matéria: