• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Mulher é indiciada por morte de caminhoneiro em Cariacica

  • COMPARTILHE
Polícia

Mulher é indiciada por morte de caminhoneiro em Cariacica

O delegado pediu a prisão preventiva da acusada, que confessou o crime

A Delegacia de Crimes Contra a Vida (DCCV) de Cariacica concluiu o inquérito que investiga a morte do caminhoneiro Paulo Lorenzoni da Silva, o Paulinho, de 49 anos. Schirley da Silva Correa, de 36 anos, vai ser indiciada pela morte do caminhoneiro. 

O crime aconteceu no dia 22 de outubro, no bairro Vila Independência, em Cariacica. A vítima teve 20% do corpo queimado e acabou morrendo sete dias depois.

Com a conclusão do inquérito, o delegado responsável pelas investigações do caso pediu a prisão preventiva de Schirley. “Ela está sendo indiciada como autora de um homicídio triplamente qualificado, por motivo fútil e cruel”, afirmou o delegado Marcelo Cavalcanti.

O delegado confirmou que a mulher se apresentou espontaneamente a polícia no dia 27 de outubro e confessou o crime. Segundo as investigações, momentos antes do crime, Paulo e Schirley tiveram um desentendimento. Eles estavam em um bar, quando Paulo deu um tapa no rosto de Schirley. Segundo a polícia, essa teria sido a motivação do crime.

“A própria autora compareceu na delegacia, confessou o crime, narrou que colocou fogo na vítima pelo fato de ter a agredido. Essa é uma agressão que não foi confirmada no inquérito policial”, disse o delegado.