• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Professor de dança continua a procura de cãozinho roubado em Camburi

  • COMPARTILHE
Polícia

Professor de dança continua a procura de cãozinho roubado em Camburi

Negueba, como é chamado o animal de 2 anos, da raça pinscher, foi levado por criminosos que abordaram Piter Christ na Avenida Dante Michelini

Continua o drama do professor de dança que teve o seu cachorrinho de estimação levado durante um assalto ocorrido no mês passado. Após a matéria exibida nessa quarta-feira (08), pelo programa Cidade Alerta, da TV Vitória / Record TV, Piter Christ conta que recebeu alguns telefonemas de pessoas que disseram ter visto o animal. Infelizmente, todas se tratavam de alarme falso.

De acordo com o professor, após receber as informações, ele chegou a ir a alguns bairros de Vila Velha, mas não encontrou o cachorro. Depois do assalto, Piter passa grande parte do dia espalhando cartazes pela cidade, em busca de Negueba, como chamava o cãozinho de 2 anos da raça pinscher.

O assalto aconteceu no dia 18 de outubro. Segundo o dono do animal, ele foi rendido por três bandidos armados, na Avenida Dante Michelini, que o obrigaram a entregar todos os pertences. O dançarino disse que ainda pediu para os assaltantes não levarem Negueba, mas os bandidos ignoraram.

No dia seguinte, um dos suspeitos de participar do assalto foi detido pela polícia. Ele contou que o cachorro estaria na casa de uma senhora, no bairro Itararé. Policiais militares chegaram a ir à região, mas teriam sido recebidos a pedradas por moradores.

Como ainda não conseguiu informações sobre o paradeiro de Negueba, Piter resolveu espalhar cartazes por vários locais: na Ufes, em escolas municipais, supermercados, pracinhas, pontos de ônibus, entre outros pontos, principalmente na região de Itararé, onde possivelmente está o animal.

Negueba é preto, com manchas caramelo, não tem rabo nem orelhas cortados e é muito dócil. Ele foi dado a Piter por uma vizinha. O dançarino conta que, no começo, não ligava muito para o animal, mas, com o passar dos meses, os dois se tornaram melhores amigos e faziam tudo juntos.

Piter disse que está oferecendo até recompensa pra quem devolver o melhor amigo dele. O valor, no entanto, não foi divulgado.