• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Comerciante é suspeito de matar travesti após programa em Viana

  • COMPARTILHE
Polícia

Comerciante é suspeito de matar travesti após programa em Viana

Uma amiga da vítima informou que a confusão começou após o homem não querer pagar o programa

Um comerciante de 50 anos é suspeito de assassinar a facadas uma travesti no bairro Soteco, em Viana. O crime aconteceu na manhã desta segunda-feira (11). Luna Shine, de 27 anos, foi esfaqueada dentro da própria casa. O acusado foi preso ainda no local do crime.

Segundo uma amiga de Luna, tudo aconteceu porque o homem se negou a pagar um programa que fez com a vítima no início da manhã. “Iam ser dois casais. Um não deu certo, porque ele não tinha dinheiro. Eu fui para o meu quarto e ele ficou esperando na sala. Já o que fez tudo isso entrou com ela para o quarto. Eu estava deitada e escutei um bate-boca. Fui desesperada para apartar a briga e ela tinha dado um cortezinho nele [no braço], pois ele não queria dar o dinheiro do programa”, disse uma amiga da vítima.

Depois de descobrir que o homem não estava com o dinheiro para pagar o programa, Luna teria prendido alguns pertences do suspeito até que voltasse para pagar. “Ela pegou o rádio do carro, o celular e o documento do carro, que está no nome da mulher dele”, contou a amiga de Luna.

Foi ao retornar a casa de Luna que o comerciante começou com as agressões. Depois da confusão, o portão da residência foi trancado pela amiga da vítima para evitar que o suspeito fugisse, mas mesmo assim o homem conseguiu passar pelos fundos e pular o muro da casa vizinha. Quando chegou na rua, ele foi surpreendido por moradores e amigos vítima. Ele foi segurado por populares até a chegada da Polícia Militar.

Enquanto o comerciante era segurado por moradores, o veículo dele foi quebrado pela população. Todos os vidros ficaram destruídos. Dentro do carro estava a chave e vários CDs de músicas evangélicas. Segundo a amiga de Luna, o homem é conhecido pelas confusões que já provocou no ponto onde a vítima trabalhava.

“Ele sempre faz programa com as meninas lá embaixo e sempre dá confusão. Não deu confusão nas outras vezes porque era lá embaixo, dentro de carro, mas ela trouxe ele para dentro de casa e trancou tudo”, relatou a amiga.

A mãe da travesti esteve no local durante a manhã, mas estava muito abalada. Após a perícia da polícia civil no local, o suspeito foi levado para a Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), em Vitória.