• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Homem é agredido pela população e vai preso após cometer arrastões em Vila Velha

  • COMPARTILHE
Polícia

Homem é agredido pela população e vai preso após cometer arrastões em Vila Velha

Ele roubou dois estabelecimentos e ainda cometeu furtos por populares na rua

Um homem foi agredido pela população e preso após fazer um verdadeiro arrastão fechando duas lojas em Vila Velha. Ele ainda teria roubado a bicicleta de uma mulher e estaria usando arma falsa para cometer os crimes. Em um dos estabelecimentos, ele devolveu o dinheiro roubado. Ao ser preso, diz estar arrependido.

Em uma loja de informática, no bairro Jaburuna, as funcionárias atendiam um cliente quando foram surpreendidas pelo suspeito. Imagens das câmeras de segurança registraram o momento que ele levantou a camisa, mostrou a arma e anunciou o assalto. Ele conversou com as vítimas por alguns instantes, pedindo celulares e dinheiro.

As vítimas não reagiram. Depois de pegar o que queria, o suspeito mandou que as vítimas subissem para o andar superior, onde as câmeras não captaram mais. No entanto, segundo relatos, uma das funcionárias ficou tão assustada que chegou a desmaiar.

Depois de sair da loja de informática, o suspeito partiu para uma ótica no Centro da cidade. Segundo uma funcionária, ele estava com cara de apavorado e pediu o dinheiro. Ele chegou a pegar o valor, mas devolveu o produto do roubo. "Nosso gerente foi tentar acalmar ele e falou de Deus, dizendo que aquilo não era o caminho. Achamos até que ele iria chorar", contou a atendente.

A maratona de crimes não parou por aí. Ele roubou a bicicleta de uma mulher que estava com a filha e tentou roubar o celular de um homem, que reagiu e agrediu o suspeito, que ficou bastante machucado e foi imobilizado até a chegada da Polícia Militar.

Na delegacia, ele mentiu o nome, mas os policiais identificaram o suspeito como Alexandre Neri Martins, 35 anos. Os militares também que a arma usada nos crimes era falsa. Ele confessou todos os roubos e deu explicação sobre a decisão de assaltar. "Roubei porque fui amaldiçoado quando eu tinha 10 anos de idade", contou.

Alexandre foi autuado pelos roubos e encaminhado para o Centro de Triagem de Viana. Antes de seguir na viatura, disse que se arrepende dos crimes e ainda tem esperança. "Não gosto dessa vida. Claro que me arrependo, tenho três filhos. Espero agora só Deus mudar a minha vida", afirmou.