• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Inquérito sobre assalto só será concluído com prisão dos suspeitos

  • COMPARTILHE
Polícia

Inquérito sobre assalto só será concluído com prisão dos suspeitos

Segundo o chefe da Polícia Civil, Guilherme Daré, a Polícia Civil segue com as investigações sob sigilo, e somente a conjugação das perícias é que será possível apontar de onde partiu o tiro, que atingiu Florência Aparecida

O chefe da Polícia Civil do Espírito Santo, Guilherme Daré, acompanhou, na manhã desta quinta-feira (21), em Jerônimo Monteiro, o sepultamento de Florência Aparecida Luiz Ribeiro, de 30 anos, grávida de cinco meses, atingida com um tiro na cabeça no tiroteio entre criminosos e um policial civil, durante um assalto a um ônibus da Viação Real, na tarde da última quarta-feira (20), no bairro São Francisco de Assis, em Cachoeiro. 

Após o velório, ele seguiu para Cachoeiro para acompanhar o estado de saúde do policial civil, que recebeu alta no fim da manhã. “A primeira preocupação é dar apoio e assistência para a família da vítima. Agora, vamos acompanhar o polícia e a nossa prioridade é prender os criminosos. A Polícia Civil não vai cansar até que eles estejam presos”, comenta.

Segundo Daré, o policial agiu em legítima defesa. “A primeira informação que temos é que ele foi reconhecido pelos criminosos, e a reação que teve foi de defender a sociedade. Ele tem o dever de defender a sociedade. Ainda não se sabe se os criminosos foram atingidos, já que conseguiram fugir. Somente com a conjugação da perícia criminal e técnica e laudo do Serviço Médico Legal (SML), é que vamos saber de onde partiu o tiro que atingiu a senhora Florência”, completa.

De acordo com a Polícia Civil, o caso está sob investigação e, até o momento, nenhum suspeito foi detido. Outras informações não serão passadas para não atrapalhar a apuração do fato. Denúncias que colaborem com o trabalho da polícia podem ser feitas por meio do disque-denúncia 181, o sigilo e anonimato são garantidos.

Além disso, a polícia pede que as vítimas que foram roubadas durante o assalto, procurem a Delegacia Regional de Cachoeiro para registrar boletim de ocorrências, o que pode ajudar nas investigações.