• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Suzane Von Richthofen ganha autorização para estudar na cadeia

  • COMPARTILHE
Polícia

Suzane Von Richthofen ganha autorização para estudar na cadeia

Detenta cumpre pena desde 2002 por ter matado os pais

Richthofen vai estudar dentro da cadeia Lumi Zunica/R7

Suzane Von Richthofen, condenada a 39 anos de prisão por ter matado os pais em 2002, recebeu autorização para estudar dentro do presídio.

Richthofen cumpre pena desde 2002 na penitenciária Santa Maria Eufrásia Peletier, a P1 de Tremembé (SP), no interior de São Paulo.

A Justiça já tinha dado parecer favorável para que ela estudasse no presídio. Porém, a diretora da penitenciária alegou, no ano passado, que faltava equipe e infraestrutura na instituição para auxiliá-la nos estudos.

Em solicitação ao novo pedido encaminhado pela Defensoria, a direção do presídio confirmou que Richthofen e outra presa terão à disposição um computador para os estudos e serão monitoradas por funcionários.

Suzane Von Richthofen prestou Enem em 2016 e foi aprovada no curso de Administração da Faculdade Anhanguera, na cidade de Taubaté, no interior de São Paulo, mas desistiu de fazer o curso presencialmente.

A detenta optou pelo curso à distância e foi informada de que não terá acesso à internet. Todo o material didático será encaminhado para ela por meio de mídias.

Confira, na íntegra, a nota da SSP

A Secretaria da Administração Penitenciária informa que no final de 2016 algumas presas do regime semiaberto da Penitenciária Feminina "Santa Maria Eufrásia Pelletier" de Tremembé I realizaram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e, após serem aprovadas, demonstraram o interesse de se matricularem no ensino superior. Sendo assim, a direção da unidade entrou em contato com diversas universidades solicitando o envio de representantes para dialogarem com as detentas. Uma das universidades mandou um representante que apresentou para as presas cursos que poderiam ser realizados na modalidade a distância, utilizando o computador de forma offline, sendo que quatro reeducandas se interessaram. A diretora solicitou autorização judicial e do secretário da Pasta, ambas foram concedidas. Ressalvamos ainda que como o fim do ano está próximo, o contato com a universidade para a iniciação das aulas a distância será retomado no começo de 2018. Informamos ainda que o processo da presa Suzane Von Richthofen está sob sigilo de Justiça e que a Pasta somente cumpre decisões judiciais.