• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Bolsonaro retorna ao Espírito Santo no início de abril

  • COMPARTILHE
Política

Bolsonaro retorna ao Espírito Santo no início de abril

A previsão é que Bolsonaro chegue ao Estado no fim da tarde, por volta das 18 horas, e participe de uma carreata saindo do aeroporto até o clube Álvares Cabral, onde vai acontecer a filiação de Manato ao PSL, novo partido dos dois políticos

Candidato a presidência pelo PSL, o deputado federal Jair Bolsonaro desembarcará no Espírito Santo no dia 2 de abril. Ele virá ao Estado participar do evento de filiação do deputado federal Carlos Manato, que está deixando a presidência do Solidariedade justamente para acompanhar Bolsonaro em seu projeto no novo partido.

A previsão é que Bolsonaro chegue ao Estado no fim da tarde, por volta das 18 horas, e participe de uma carreata saindo do aeroporto até o clube Álvares Cabral, onde vai acontecer a filiação.

A ideia é que Manato assuma como presidente do partido e fique no cargo até o dia 5 de julho, quando deixará o cargo para cuidar da campanha do presidenciável.

Confira 10 falas de Jair Bolsonaro, pré-candidato a presidência da República

"Conseguimos fechar essa agenda, ele vem para participar do evento. Vamos fazer a carreata e o evento no Álvares. Ele vem junto com o filho, vão dormir aqui e no outro dia seguem para Brasília", confirmou Manato, que explicou o motivo da mudança do partido.

"Eu queria estar em um partido que tivesse um projeto nacional e o projeto nacional que eu acredito hoje é o projeto Bolsonaro. O Solidariedade não tem projeto nacional, ou é [Geraldo] Alckmin, ou Rodrigo Maia, e esses nomes não fazem parte do projeto que eu acredito", explicou.

Bolsonaro retornará ao Espírito Santo cerca de cinco meses depois da última visita. Em novembro do último ano, o deputado participou do 1º Fórum Capixaba de Cidadania dos Militares Estaduais, realizado pela Associação de Cabos e Soldados, em Vitória

"Kamikaze"

Completamente integrado ao projeto de Bolsonaro, Manato confirmou que pretende disputar a reeleição na Câmara, mas poderá mudar o foco, caso seja solicitado por Bolsonaro.

"Eu trabalho com a hipótese de ser deputado federal, mas se lá pra frente tiver que vir como candidato ao governo para dar palanque ao Bolsonaro, eu viro candidato ao governo. Não vou fazer campanha para Manato, vou fazer campanha para o Bolsonaro", concluiu.