• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Casagrande se esquiva de definição sobre candidatura

  • COMPARTILHE
Política

Casagrande se esquiva de definição sobre candidatura

Com o calendário eleitoral se aproximando cada vez mais, o ex-governador confirmou que a definição sobre qual caminho irá seguir não deve demorar tanto a sair e não passará por uma movimentação do atual governador Paulo Harthung

Ex-governador do Estado e bastante cotado para disputar novamente a eleição ao governo, Renato Casagrande (PSB) revelou que ainda não definiu o seu futuro político e para qual cargo sairá candidato nas eleições deste ano.

Mesmo confirmado pelo novo presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, durante o 14º Congresso Nacional da sigla, como o candidato do partido para concorrer ao Palácio Anchieta, Casagrande preferiu se esquivar de uma definição.

"O Carlos Siqueira colocou aquilo que ele deseja como presidente do partido, mas o desejo dele pode ou não se realizar. Eu, por enquanto, tenho me dedicado a fazer um trabalho no Estado de resgaste da democracia. Vivemos um déficit de democracia e justiça social no Espírito Santo e estou trabalhando para resgatar isso", disse Casão direto de Cachoeiro, onde participa de um seminário para debater a conjuntura econômica.

Com o calendário eleitoral se aproximando cada vez mais, Casagrande confirmou que a definição sobre qual caminho irá seguir não deve demorar tanto a sair e não passará por uma movimentação do atual governador Paulo Harthung (MDB).

"Essa reflexão para definir o cargo começa a partir de agora, março e abril. Ainda não sei se vou disputar o governo ou o senado, mas o nosso movimento não tem nada a ver com o movimento e a movimentação que vem do governo. Para o nosso movimento, o que realmente importa é que a prática política seja nova", explicou.

Max Filho

Casagrande falou também da possibilidade do partido abrigar o prefeito de Vila Velha, Max Filho, que está sem clima dentro do PSDB e pode migrar para o ninho socialista - podendo, desta forma, ser o candidato ao governo com Casagrande disputando o Senado.

"O convite para ele vir já foi feito. Se ele desejar vir, vai ser muito bem vindo. No momento, Max está analisando qual o papel dele num partido que tomou a decisão de fazer uma adesão a um projeto que não tem relação com o que ele pensa", concluiu Casão que ficará até sábado no Sul do Estado onde cumpre agendas em Rio Novo do Sul, Iúna, Irupi, Castelo e Mimoso do Sul.

O prefeito de Vila Velha também segue se movimentando no tabuleiro político, mas sem definir sua situação. Nesta quinta-feira (8), ele e seu pai, Max Mauro, foram a Brasília conversar com o senador e presidenciável Álvaro Dias sobre uma possível filiação do prefeito ao Podemos.